Uso da Saxenda deve estar atrelado à mudança comportamental, alerta endocrinologista

Medicamento injetável ficou famoso ao prometer a perda de peso rápida

Uso da Saxenda deve estar atrelado à mudança comportamental, alerta endocrinologista

Foto: Divulgação - A Saxenda também é conhecida pelo nome comercial de Victoza

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local

O excesso de peso tornou-se um problema público. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE apontam que 60,3% da população adulta do país apresenta excesso de peso. Sendo 62,6% mulheres e 57,5% homens.

Pesquisas foram realizadas para novas formas de tratamento para a obesidade, uma delas foi o uso da Saxenda, um medicamento injetável que ficou famoso ao prometer a perda de peso rápida, podendo chegar a até 10% do total.

“A Saxenda é um remédio para emagrecer, ela é um análogo de GLP-1 que promove o empachamento gástrico. O bom da Saxenda é que ela não tem contraindicações, por exemplo, com quem toma algum antidepressivo ou tem algum outro problema de saúde que limita o uso. O medicamento é indicado inclusive para adolescentes acima de doze anos”, explica a endocrinologista Fernanda Valentim Assis.

A especialista destaca que o uso de medicamento deve estar atrelado a uma mudança comportamental. “A Saxenda é uma medicação muito eficaz, só que no tratamento da obesidade quando o paciente para toma uma medicação e não tem uma mudança comportamental ele volta a ganhar peso, por isso, sempre insistimos na mudança do estilo de vida junto com a terapia medicamentosa”, frisa.

A endocrinologista salienta que não há um tempo determinado para o uso da Saxenda. “O medicamento é um pontapé inicial para a pessoa progredir no processo de emagrecimento. Não há um tempo determinado, cada paciente tem uma resposta, às vezes é por tempo indeterminado, ou o paciente não tem uma resposta bacana com o método e suspendemos.”

Sobre a Saxenda

Chamado de agonista do receptor do GLP-1, é o hormônio que o intestino libera quando detecta a presença de nutrientes. A Saxenda avisa o cérebro sobre a presença de comida e logo o corpo não recebe mais os impulsos da fome. Ou seja, a pessoa perde a vontade de comer.

A Saxenda também é conhecida pelo nome comercial de Victoza. Medicamento melhora a liberação do hormônio da insulina e, consequentemente, melhora os níveis de glicose no sangue de pacientes diabéticos.