Secretaria de Saúde confirma baixa procura pela vacina e insistência na escolha da marca

Imunização está liberada para pessoas a partir de 33 e 34 anos

Secretaria de Saúde confirma baixa procura pela vacina e insistência na escolha da marca

Foto: O REGIONAL - Ponto de vacinação na Secretaria de Saúde apresenta movimento tranquilo esta semana

Guilherme Gandini
Editor-Chefe

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou ontem que os postos de vacinação contra a Covid-19 registraram pouca movimentação neste início de semana, apesar da inclusão de novas faixas etárias. A baixa procura pelo imunizante preocupa os profissionais de saúde.

“Principalmente os pontos fixos estão bem vazios, apenas os drives têm algum movimento, então a gente pede para que a população dessa faixa etária não deixe de procurar o ponto de vacinação porque a gente estabelece o cronograma visando os dias que a gente não tem muita segunda dose agendada”, comenta a diretora de Vigilância em Saúde, Natália Costa.

Os grupos convocados neste momento são os de 33 e 34 anos, que tiveram vacina liberada na segunda-feira, dia 19. A próxima etapa será para pessoas de 31 e 32 anos, na sexta-feira, dia 23.

A diretora confirmou também a insistência da população em tentar escolher a marca do imunizante. “É uma tendência geral, as pessoas já chegam perguntando qual vacina está sendo aplicada, algumas chegam a ir embora quando constatam que não é a que ela quer ou apresentam carta médica exigindo tal marca”, conta Natália.

Segundo ela, contudo, a prioridade no momento não é possibilitar escolhas. “No momento a gente tem que imunizar a maior parte da população no menor tempo possível”.

De acordo com a Secretaria de Saúde, ainda segue em estudo a implantação do termo de recusa, apesar do anúncio ter sido feito na semana passada. Outra estratégia em análise é a adoção de uma data limite para a população de cada faixa etária ser imunizada – após a data fixada, somente com receita médica indicando contraindicação da vacinação na data inicial.