Santa Adélia orienta população a intensificar combate à dengue no verão

Altas temperaturas combinadas às chuvas propiciam a proliferação do mosquito transmissor

Santa Adélia orienta população a intensificar combate à dengue no verão

Foto: DIVULGAÇÃO - Sercesa orienta realização de limpezas periódicas nos quintais

Da Reportagem Local
Publicado em 29/12/2021

O verão já começou. É uma das estações favoritas dos brasileiros e, também, do Aedes aegypti, porque propicia o clima ideal para sua proliferação.

O Serviço de Controle de Endemias de Santa Adélia (Sercesa) orienta a população a ficar atenta aos seus quintais e casas, fazendo limpezas periódicas e não deixando lugares onde possa acumular água.

“Orientamos que nos próximos meses os cuidados para prevenir novos casos de dengue sejam redobrados. Cuide do seu quintal e ajude a evitar criadouros do mosquito, que além da dengue, também transmite zika e chikungunya”, destaca Fernanda Bolognini Franco, coordenadora do Sercesa.

O órgão orienta que a forma de evitar a proliferação do mosquito é eliminar água armazenada dos lugares que podem se tornar possíveis criadouros, como vasos de plantas, galões de água, pneus, garrafas plásticas, piscinas sem uso e sem manutenção, e até mesmo em recipientes pequenos, como tampas de garrafas.

Os recipientes devem ser eliminados, cobertos ou mantidos com a boca para baixo. Isso inclui ralos externos, calhas, caixas d’água, reservatório de água pluvial (chuva), prato de vasos de plantas e mesmo o reservatório e degelo da geladeira.

SINTOMAS

A dengue pode variar desde uma doença assintomática, ou seja, sem manifestação de sintomas, até quadros graves com hemorragia e choque, podendo causar morte. Normalmente, os sintomas são febre, dor no corpo, dor em torno dos olhos e prostração.

Caso o paciente tenha passado por uma avaliação e seja classificado com suspeita de dengue, é importante aumentar a hidratação, com a ingestão de muitos líquidos; manter repouso e ficar alerta para sinais de agravamento, como dor abdominal.

Um adulto saudável deve tomar pelo menos dois litros de água por dia, um paciente com suspeita de dengue, deve ingerir pelo menos seis litros de água ou isotônico por dia. Em caso de dor abdominal ou sangramento, deve-se retornar ao serviço para outra avaliação. É necessário ainda realizar todos os exames nos prazos indicados.

Outro cuidado é com a medicação: nenhum medicamento com ácido acetilsalicílico, como aspirinas, deve ser utilizado. Na consulta médica, é necessário perguntar qual o analgésico e antitérmico recomendado em caso de dengue. Medidas adicionais são o uso de repelentes e roupas com manga comprida para evitar picadas do mosquito.