Prevenção ao suicídio é tema de palestra da presidente da Aviva nas escolas

Iniciativa busca reverter aumento dos índices entre crianças e adolescentes

Prevenção ao suicídio é tema de palestra da presidente da Aviva nas escolas

Foto: DIVULGAÇÃO - Psicóloga abordou prevenção ao suicídio com alunos do Objetivo

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 03/10/2021

A psicóloga clínica Ivete Casseverini, pós-graduada em Terapia Cognitivo Comportamental e presidente da Aviva – Associação para Valorização da Vida, ministrou palestra sobre prevenção ao suicídio no Colégio Objetivo de Catanduva em campanha pelo movimento Setembro Amarelo. A abordagem foi com alunos do ensino Fundamental e Médio, de 11 a 17 anos.

Segundo a profissional, a conscientização nessas faixas etárias mostra-se importante devido ao aumento dos índices de suicídio entre crianças e adolescentes. De acordo com estudo da Associação Brasileira de Psiquiatria 7,3% das mortes de jovens tem relação direta com o suicídio.

“Por isso, a prevenção ao suicídio deve ser feita o ano todo e não apenas para se cumprir um protocolo durante o mês de setembro. Nos colocamos à disposição das escolas que sentirem a necessidade da Aviva estar abordando esse tema com seus alunos e levando as informações de como procurar ajuda”, frisa Ivete.

O assunto é abordado com esse público através da conscientização sobre os transtornos mentais, principalmente a Depressão, Transtorno Bipolar e o abuso de drogas e álcool. O suicídio está associado, em mais de 90% dos casos, a transtornos psiquiátricos.

“É importante ressaltar o impacto das mídias sobre a saúde mental dos jovens, o ambiente escolar desfavorável, conflitos relacionados à orientação sexual, o bullying e o cyberbullying dentre outros fatores causais das tentativas e dos suicídios”, completa.

Segundo Ivete, as crianças sabem que a morte existe, mas não pensam que o suicídio é um ato definitivo. Os principais sinais de alerta para os pais são a perda do interesse e prazer nas atividades de costume, humor triste, deprimido ou irritável, além do absenteísmo escolar.