Ministério da Saúde recomenda aplicação da quarta dose para imunossuprimidos

Em Catanduva, existem cerca de 900 pessoas nessas condições que já receberam alguma dose

Ministério da Saúde recomenda aplicação da quarta dose para imunossuprimidos

Foto: DIVULGAÇÃO - Saúde recomenda aplicação para imunocomprometidos com mais de 18 anos que receberam três doses no esquema primário

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local
Publicado em 23/12/2021

O Ministério da Saúde anunciou a aplicação de um novo reforço para pacientes imunossuprimidos – ou seja, uma quarta dose da vacina para esse público. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, em Catanduva existem cerca de 900 imunossuprimidos que já receberam alguma dose de vacina.

A nota técnica foi publicada na segunda-feira, dia 20, pela secretária Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 do Ministério da Saúde, Rosana Leite de Melo.

“Uma dose de reforço da vacina Covid-19 para todos os indivíduos imunocomprometidos acima de 18 anos de idade que receberam três doses no esquema primário (duas doses e uma dose adicional), que deverá ser administrada a partir de 4 meses”, diz o documento.

São considerados imunocomprometidos os portadores de imunodeficiência primária grave; quem está fazendo quimioterapia para câncer; transplantados de órgão sólido ou de células tronco homeopáticas (TCTH); uso de drogas imunossupressoras; e pessoas vivendo com HIV/Aids.

Também estão no grupo pacientes em uso de corticoides em doses 20mg/dia de prednisona, ou equivalente, por 14 dias; pessoas que usam drogas modificadoras da resposta imune (o Ministério da Saúde divulga uma tabela com essas medicações); pacientes com condições auto inflamatórias e doenças intestinais inflamatórias; pacientes em hemodiálise e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas.

VACINÔMETRO

Catanduva já administrou 222.064 doses da vacina contra a Covid-19 desde o início da campanha. Foram 98.419 aplicações da primeira dose, 93.362 da segunda e 27.420 da terceira. As pessoas que receberam a vacina de dose única totalizam 2.863. Os dados constam na plataforma Vacivida, do Governo do Estado de São Paulo, e foram atualizados ontem, dia 22, às 15 horas.