Hospital Emílio Carlos amplia capacidade de armazenamento de oxigênio

Novo tanque abastecer todo o HEC, inclusive a ala Covid-19, por duas semanas

Hospital Emílio Carlos amplia capacidade de armazenamento de oxigênio

Foto: Comunicação/FPA - Novo tanque de oxigênio armazena 15 mil metros cúbicos

Da Reportagem Local

O Hospital Emílio Carlos substituiu o seu tanque de armazenamento de oxigênio na quarta-feira, dia 8 de setembro. A capacidade do antigo tanque era de 9 mil metros cúbicos, enquanto o novo tanque, que pesa 8 toneladas, armazena 15 mil metros cúbicos.

A nova estrutura tem capacidade para abastecer todo o HEC, inclusive a ala Covid-19, por duas semanas. O antigo, na demanda atual do hospital, precisava ser reabastecido de uma a duas vezes por semana.

“Em tempos de alta demanda, como foram os picos da pandemia, o tanque precisava ser reabastecido dia sim, dia não. O novo tanque permite aumentar a periodicidade do abastecimento”, explicou o coordenador de Manutenção da Fundação Padre Albino, Jhonatas da Silva Oliveira.