Equipe médica do HB viaja mais de 2 mil km para captação de fígado para transplante

Foi a primeira vez que a equipe responsável pelo procedimento foi formada só por mulheres

Equipe médica do HB viaja mais de 2 mil km para captação de fígado para transplante

Foto: DIVULGAÇÃO - Médicas e oito tripulantes da FAB voaram até Ananindeua/PA

Da Reportagem Local
Publicado em 07/12/2021

Duas médicas do Hospital de Base (HB) de Rio Preto percorreram mais de 2 mil km para realizar a captação de fígado para transplante, no domingo, 5 de dezembro. Essa foi a primeira vez que a equipe responsável pelo procedimento foi formada apenas por mulheres.

Com a ajuda de um avião da FAB (Força Aérea Brasileira), as médicas e mais oito tripulantes, viajaram de São José do Rio Preto/SP até o munícipio de Ananindeua/PA. Ao todo, foram 17 horas para a realização do procedimento entre voo (ida e volta), captação e transplante.

De acordo com o Dr. Renato Silva, chefe do Serviço de Transplante de Fígado do HB, foram doados os rins, captados pela equipe médica do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, de Ananindeua/PA, e encaminhados para Belém/PA; e o fígado que foi captado pelas médicas do HB e encaminhado para São José do Rio Preto/SP.

Segundo a Dra. Allana Fortunato, cirurgiã do aparelho digestivo e transplante de fígado, uma das profissionais responsáveis pela captação do órgão, a oferta foi anunciada pela Central Nacional de Transplantes na madrugada de sábado, 4 de dezembro. Participou também do procedimento a Dra. Paula Marques, cirurgiã do aparelho digestivo e residente do transplante de fígado.

“Saímos daqui de São José do Rio Preto, na manhã de domingo. Foram quatro horas de viagem até Ananindeua, no Pará. Realizamos os procedimentos para captação e preparação do órgão para transporte. Chegamos de volta, em Rio Preto, na noite de domingo, por volta das 23h50. Ao chegar no HB, foram mais seis horas de procedimento para a realização do transplante”, explicou Allana.

Até às 16h, de 6 de dezembro, o paciente que recebeu o órgão no Hospital de Base estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).