Dia do Dentista: profissional reforça a importância do cuidado com a saúde bucal

Maria Ângela destaca que o zelo com os dentes está interligado com a autoestima

Dia do Dentista: profissional reforça a importância do cuidado com a saúde bucal

Foto: ARQUIVO PESSOAL - Profissional diz que sua paixão pela profissão surgiu no seio familiar

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local
Publicado em 25/10/2021

Nesta segunda-feira, dia 25, é comemorado o Dia do Dentista, data que faz homenagem ao profissional responsável pela saúde dos dentes e recorda a criação do curso de Odontologia no país, através do Decreto nº 9.311, de 25 de outubro de 1884.

O Jornal O Regional conversou com a cirurgiã-dentista Maria Ângela, que ressaltou sua paixão pela profissão, surgida no seio familiar. Ela atua há 35 anos.

“Mas na verdade a odontologia me acompanha desde a infância. Sou filha de um grande dentista Dr. Paulo Louzada e sua paixão pelo trabalho passou em mim. Cresci brincando em seu consultório, com seus instrumentais como se tudo fosse um grande brinquedo. O brinquedo passou para mim a sensação de segurança, do amor e dedicação pela profissão. A odontologia é uma profissão singular, exige dos que a ela se dedicam o senso estético de um artista, a destreza manual de um cirurgião, os conhecimentos científicos de um médico e a paciência de um monge.”

Maria Ângela destaca que o cuidado com a saúde bucal está interligado com a autoestima. “Sorrir é fundamental para a felicidade e qualidade de vida. Como poderíamos imaginar que para alguns o simples fato de sorrir pode causar constrangimento? O sorriso é considerado o cartão de visita do ser humano, além de expressar sentimentos, completa a boa aparência do rosto. Assim um sorriso harmônico impacta diretamente na autoestima da maioria das pessoas.”

Ela relembra doenças que são desenvolvidas quando não há cuidado com a boca. “Devemos visitar o dentista duas vezes ao ano, conforme a necessidade individual de cada um. As doenças mais comuns são a cárie e doença periodontal. Com a pandemia houve também um aumento muito grande de apertamento dental e bruxismo, como consequência do estresse e ansiedade. Devemos sempre observar se temos um gosto ruim na boca, sangramentos e dor, são sinais de que a saúde bucal não vai bem e esses problemas quando não tratados, podem desencadear doenças no coração e até causar a morte”, alerta.

A especialista cita também os problemas de gengiva, que podem prejudicar o tratamento de pacientes com diabetes. Se o paciente tem um abscesso no dente, esse foco infeccioso agudo prejudica o controle da glicemia. Em gestantes, má condição bucal pode desencadear partos prematuros.

“A higiene oral é fundamental para evitar doenças, o ideal é escovar os dentes após todas as refeições, mas não imediatamente após comer, devemos esperar uns 30 minutos, que é o tempo que a saliva precisa para reequilibrar o PH da boca”, orienta Maria Ângela.