Catanduva tem plantão de vacinação contra a Covid-19 na Praça da República amanhã

Objetivo é reduzir número de pessoas com doses em atraso na cidade

Catanduva tem plantão de vacinação contra a Covid-19 na Praça da República amanhã

Foto: DIVULGAÇÃO - Objetivo é diminuir o número de faltosos, que ultrapassa os 16 mil na cidade

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local
Publicado em 26/11/2021

Para diminuir o número de faltosos, que ultrapassa os 16 mil, somando os que não tomaram a segunda dose ou a dose de reforço, a Secretaria Municipal de Saúde vai realizar plantão de vacinação na Praça da República. A ação será neste sábado, dia 27, das 8h às 12h.

O plantão também será realizado no sistema drive-thru, com atendimento em horário e local habitual, no Recinto de Exposições, das 8h às 13h.

De acordo com a Secretaria de Saúde, Catanduva possui 8.226 moradores que não completaram o ciclo de imunização com a segunda dose e 8.135 que ainda não tomaram a dose de reforço.

A dose de reforço foi ampliada para toda população maior de 18 anos. A imunização é realizada cinco meses após a aplicação da segunda dose.

Desde o início da campanha de vacinação, Catanduva administrou 205.016 doses dos imunizantes, sendo 97.815 doses na primeira aplicação, 89.362 para a segunda dose, 14.979 para a dose de reforço, além de 2.860 pessoas que receberam a vacina de dose única.

De acordo com monitoramento feito pelo Governo do Estado, o município está com 92.031 moradores com o esquema vacinal completo – o equivalente a 75,13% de sua população.

FALTOSOS EM SP

No estado de São Paulo, 4,3 milhões de pessoas ainda precisam tomar a segunda dose do imunizante. No total, 201 mil idosos acima de 60 anos devem procurar as unidades básicas de saúde para completar seu esquema vacinal. Entre 50 e 59 anos, são 267 mil pessoas; entre 40 e 49 anos, 438 mil faltosos e entre 30 e 39 anos, o número é de 707 mil pessoas.

Na faixa etária entre 20 e 29 anos, 1,4 milhão de pessoas ainda precisam tomar a segunda dose da vacina e entre os adolescentes, de 12 a 19 anos, o número chega a 1,3 milhão de faltosos.