Catanduva mantém vacinação contra a Covid-19 em adolescentes sem comorbidades

A suspensão da vacinação desse público foi divulgada no dia 15 de setembro pelo Ministério da Saúde

Catanduva mantém vacinação contra a Covid-19 em adolescentes sem comorbidades

Foto: DIVULGAÇÃO - Anvisa autorizou o uso da vacina Pfizer/Biontech para imunização de adolescentes

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local

Catanduva seguiu a decisão do Estado de São Paulo e vai manter a vacinação contra a Covid-19 em adolescentes sem comorbidades. A suspensão da vacinação desse público foi recomendada no dia 15 de setembro pelo Ministério da Saúde.

Na nota, o Ministério da Saúde informou que segue uma recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) de que a vacinação desse grupo seja feita somente nos que possuem deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), entretanto, autorizou o uso da vacina Pfizert/Biontech para imunização de adolescentes.

O Governo do Estado emitiu uma nota crítica à suspensão da vacinação. “A vacinação nessa faixa etária já é realizada nos EUA, Chile, Canadá, Israel, França, Itália, dentre outras nações. A medida cria insegurança e causa apreensão em milhões de adolescentes e famílias que esperam ver os seus filhos imunizados, além de professores que convivem com eles.”

A nota afirma ainda que o Programa Estadual de Imunização não será alterado. “Coibir a vacinação integral dos jovens de 12 a 17 anos é menosprezar o impacto da pandemia na vida deste público. Três a cada dez adolescentes que morreram com Covid-19 não tinham comorbidades em São Paulo. Este grupo responde ainda por 6,5% dos casos e, assim como os adultos, está em fase de retomada do cotidiano, com retorno às aulas e atividades socioculturais.”

IMUNIZAÇÃO

Catanduva continua com a vacinação em adolescentes a partir de 12 anos sem comorbidades. Eles devem comparecer a um dos pontos de vacinação acompanhados pelo responsável. Além disso, idosos acima de 80 anos que tenham tomado a segunda dose ou a vacina de dose única há pelo menos seis meses podem receber a dose de reforço.

O atendimento ao público é realizado das 8h às 16h na Secretaria de Saúde e Instituto Federal. No drive-thru do Recinto de Exposições a vacinação ocorre em horário ampliado, das 8h às 19h e aos sábados das 8h às 13h.