Campanha Fique Sabendo é principal ação do Dezembro Vermelho em Catanduva

Município tem 890 pessoas com HIV/Aids acompanhadas pela saúde pública

Campanha Fique Sabendo é principal ação do Dezembro Vermelho em Catanduva

Foto: PREFEITURA DE CATANDUVA - Equipes da Saúde fazem testes de HIV e sífilis nas empresas

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 05/12/2021

O Dia Mundial de Luta Contra a Aids, celebrado em 1º de dezembro, marca o enfrentamento ao vírus HIV, a Aids e outras IST (infecções sexualmente transmissíveis), chamando a atenção para a prevenção, a assistência e a proteção dos direitos das pessoas infectadas com o HIV.

Em Catanduva, a data que integra a programação do Dezembro Vermelho não teve atividades especiais. Mas a programação do mês, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, é ampla e tem como destaque a campanha 'Fique Sabendo', de estímulo à testagem.

“As equipes estão mobilizadas fazendo os testes de HIV e sífilis em empresas, casas noturnas e, na próxima semana estarão no terminal de ônibus, no Mercado Municipal, em supermercados. O diagnóstico precoce é uma forma de garantir tratamento adequado e proteger outras pessoas”, frisa Vanessa Hosp, responsável pelo Programa Municipal IST/Aids/HV.

A atividade no Terminal Urbano será na segunda-feira, dia 6, das 8 horas às 15h30. Na terça-feira, 7, o atendimento será no Mercadão, das 8h30 às 13 horas. Na quinta-feira, 9, no Supermercado Antunes+, das 8 horas às 15h30, e na sexta-feira, 10, no Shopping Popular, no mesmo horário.

No Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), ao lado da entrada do Garden Shopping, na rua Amazonas, o teste rápido pode ser feito das 7 horas às 16h30. Quem preferir também pode tirar dúvidas ou pegar mais informações pelo WhatsApp (17) 99670-7867 de forma sigilosa.

Ao Jornal O Regional, a Secretaria de Saúde informou que foram feitas reuniões preparatórias da campanha “Fique Sabendo” em todas as unidades de saúde para garantir adesão na testagem. Outra aposta para envolver a comunidade é a comunicação por meio de carro de som.

Também foi realizada live com lideranças da população LGBTQIA+, com o médico infectologista Ricardo Santaella, a técnica em prevenção Adriana Kamla e profissionais do Programa IST/Aids/HV para discutir abordagens para a prevenção ao HIV, bem como estimular ações protagonizadas por este grupo para ampliação das ações de prevenção, diagnóstico, vinculação e tratamento oportuno.

“Damos apoio técnico às unidades de saúde, testagem em escola técnica, centros de compras, espaços públicos, empresas e hospitais. Trabalhamos com ações de conscientização e preventivas o ano todo, com abordagens na rua, buscando pessoas em situação de vulnerabilidade”, completa Vanessa.

A distribuição dos preservativos ocorre diariamente e em livre demanda no Programa Municipal IST/AIDS/HV, nas unidades de saúde, bem como abastecimento dos pontos parceiros que totalizam, hoje, 74 lugares.

NÚMEROS

Catanduva tem atualmente 890 pessoas vivendo com HIV/Aids, acompanhadas no SAE (Serviço de Assistência Especializada), ambulatório de atendimento do Programa Municipal IST/Aids/HV. Há, ainda, 813 pessoas em acompanhamento de hepatites virais atendidas no serviço. De janeiro a outubro deste ano, foram registrados 17 óbitos por HIV, incluindo Catanduva e região. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde.