Barulho da queima de fogos de artifício pode provocar doenças em animais de estimação

Agitação por conta do barulho eleva a temperatura dos pets e tende a causar vômito e diarreia

Barulho da queima de fogos de artifício pode provocar doenças em animais de estimação

Foto: ARQUIVO PESSOAL - Veterinária explica que os animais são extremamente sensíveis ao barulho

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local
Publicado em 01/01/2022

A tradicional queima de fogos realizada no Réveillon é sinônimo, para muitas pessoas, de festa e alegria. Porém para alguns animais de estimação, os estampidos causados por fogos de artifício podem ser prejudiciais à saúde.

A veterinária Isabela Saes explica que os animais são extremamente sensíveis ao barulho e que os fogos de artifício podem acarretar doenças. “Os principais sintomas são vômito e tremores. Já os danos causados pelos fogos são ataque cardíaco, agressividade, traumas, machucados e lesões, além de automutilação, laceração no tímpano e convulsões.”

Em épocas festivas, a veterinária orienta que os tutores deixem os animais em segurança em um cômodo fechado, de preferência com um som que pode ser até da televisão para abafar os estampidos.

“As dicas são não deixar o animal sozinho, oferecer petiscos ao pet na hora da queima de fogos, fechar portas e janelas a fim de abafar o barulho e evitar que o pet fuja por medo. O tutor também pode ligar um som ambiente com músicas calmas, passar uma bandagem bem presa no corpo do animal, sem apertar muito, isso fará com que ele se sinta mais seguro.”

PROIBIÇÃO

Lei municipal aprovada este ano proíbe a fabricação, comércio, manuseio, queima e soltura de fogos de estampido e de artifício, assim como qualquer artefato pirotécnico que cause barulho e, consequentemente, incômodo a pessoas e animais. A exceção são os fogos que produzem efeitos visuais, sem ruídos. A norma prevê multa em caso de descumprimento.