"Vacinar é um ato de amor", afirma religiosa ao receber 2ª dose

Ela reforça a sensação de alívio em proteger a si e todos de sua convivência

"Vacinar é um ato de amor", afirma religiosa ao receber 2ª dose

Foto: Arquivo Pessoal - Irmã Erenice agradece aos profissionais da saúde pela constante doação

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local

A catanduvense Irmã Erenice de Souza Santos, de 52 anos, coordenadora da Pastoral da Comunicação Diocesana (Pascom), recebeu ontem (08) a segunda dose da vacina contra a Covid-19. Com esquema vacinal completo, ela reforça a sensação de alívio em proteger a si e todos de sua convivência.

“Vacinar é um ato de amor. Amor a Deus. Amor a minha própria vida e a vida de meus semelhantes. Independente da marca, as vacinas autorizadas são eficazes e salvam vidas.”

Irmã Erenice frisa ainda que mesmo completando o esquema vacinal, continuará seguindo os protocolos sanitários. “Hoje estou concluindo a fase vacinal, mas devo dizer que vou continuar com todas as medidas de proteção indicadas pelas autoridades sanitárias: uso de máscaras, álcool em gel, higienização das mãos, sempre que necessário e distanciamento social, evitando aglomerações.”

Ela finaliza agradecendo aos profissionais da saúde. “Agradeço a Deus pelo cuidado para conosco. Agradeço, aos profissionais da saúde pela constante doação. Que Deus os recompense, com muita saúde e alegria.”