• Daniele Jammal

Rodada de Negócios da ACE terá edições mensais com transmissão online

Evento teve três palestrantes e abordagem sobre cenário pós-pandemia

Foto: DIVULGAÇÃO - Auditório da ACE teve todas vagas preenchidas, no limite de 80% da capacidade


Guilherme Gandini

Editor-Chefe

A Rodada de Negócios promovida pela Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Catanduva, no dia 25, foi considerada um sucesso em vários aspectos, a começar pela participação maciça dos empresários – o auditório teve ocupação máxima de 80%, mais 1,6 mil visualizações nas redes sociais. O networking alcançado e as avaliações pós-evento também foram positivos.

A intenção, agora, é realizar Rodadas de Negócios mensais, sempre com transmissão online. “Foi um show, tivemos três palestrantes, em torno de 80 empresários, de pequenos a grandes empresas que são conveniadas da ACE. Agora vamos promover uma série de eventos na área de negócios e empreendedorismo”, comemora o presidente Marcos Escobar.

A programação teve como destaques os palestrantes Guilherme Mendes, analista de negócios e gestor regional do Sebrae em Catanduva e Região, Dennis Veloso, diretor pedagógico da Vox2you, e Grazi Cavenaghi, master coach e diretora da InspireAção.

Durante o evento, Escobar apresentou números sobre a evolução da ACE e foram abordados temas sobre o cenário atual e previsões para a pós-pandemia, com a proposta de integrar os associados e atualizá-los sobre o momento econômico e as possibilidades de retomada.

“Nesta nova fase da ACE, temos mais de 60 convênios firmados com as empresas associadas, que oferecem benefícios para todos os associados e seus colaboradores. São descontos e vantagens que podem ser desfrutadas em mais de 60 empresas dos mais variados nichos e segmentos de mercado”, explica Hariana F. Duarte Colombo, gerente administrativa da ACE.

Esse grupo, segundo ela, foi o público-alvo da primeira edição da Rodada de Negócios. “Possibilitamos o networking entre eles. Precisamos fomentar novos negócios, de forma que o dinheiro circule e fique em Catanduva. Temos de confiar na cidade e na união dos setores.”

19 visualizações0 comentário