• Daniele Jammal

PENEIRA FINA – 28/09/2021

Coluna – TERÇA-FEIRA

EXONERADO

Ontem, a Câmara Municipal de Catanduva teve uma baixa na equipe de assessores do presidente Gleison Begalli (PDT). Diego Gil Menis, que ocupava o cargo de Secretário de Administração, foi exonerado, a pedido. A Portaria nº 136 foi publicada no Diário Oficial do município. O motivo não foi revelado, mas dizem que a discussão sobre restruturação está mexendo com os nervos de muita gente…


NUVEM DE POEIRA

Mesmo após dois dias, muitos catanduvenses ainda estão assustados com os ventos fortes, uma densa nuvem de poeira e a chuva que atingiu a cidade no último domingo, causando estragos em muitos pontos da cidade. O Corpo de Bombeiros atendeu, no domingo, 27 ocorrências após o temporal.

HABUB

A tempestade de poeira é um fenômeno conhecido dos meteorologistas e responde pelo nome haboob ou habub. Não é um evento considerado raro, mas também não chega a ser comum. O fenômeno costuma ocorrer em áreas secas e com baixa umidade. A palavra, segundo a Enciclopédia Britânica, deriva do árabe "habb", que significa vento.


AMIGA DO PODER

No último sábado de manhã, foi realizado o Encontro Regional de Lideranças Políticas, um nome bonito para dizer que foi um encontro com a deputada federal Carla Zambelli. A sala de convenções do Ypê Park Hotel estava lotada com apoiadores de Catanduva, Votuporanga e São José do Rio Preto. Para mostrar sua estrita ligação com o dono da faixa presidencial, Zambelli realizou uma chamada de vídeo com o presidente, levando à loucura os presentes que, em coro, entoaram: mito, mito!


TATUAGEM

Durante a transmissão, as pessoas puderam ouvir a pergunta de Bolsonaro: “você está em São Paulo?”. Foi informado que a transmissão era de São José do Rio Preto. O presidente ainda citou uma brincadeira com os palmeirenses e foi surpreendido ao ser mostrado uma tatuagem (feita em 2018) com seu rosto e a bandeira do Brasil, no braço de um apoiador de Votuporanga, que mandou um “abraço hétero” a Bolsonaro.


CONVITE

Ainda na mesma chamada de vídeo, Zambelli abriu espaço para o catanduvense João César de Moraes, que participava da mesa, realizar um convite a Jair Bolsonaro: “estamos aqui querendo trazer o senhor para realizar uma ‘motociata’ em Rio Preto e Catanduva. Topa?”. O presidente não confirmou.


SESSÃO

Hoje, a partir das 17h30, a Câmara Municipal de Catanduva realiza a 31ª sessão ordinária. Na ordem do dia constam sete matérias para serem analisadas e votadas, sendo três em primeira discussão, duas em segunda e mais duas em discussão única.

SEGUNDO PROJETO

E na sessão de hoje, na Câmara Municipal, um dos destaques, será a votação em primeira discussão do projeto de lei 123/2021, que dispõe sobre a criação de Plataforma Virtual para acompanhamento das obras da Prefeitura. Para muitos, o PL pode não ter uma grande importância, mas o destaque fica para o seu autor: o vereador Ivan Bernardi (PRTB). Este é o segundo projeto de lei apresentado pelo nobre edil, que é considerado tranquilo, quieto e “boa gente”.

ALGEMADO

O empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan e apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), compartilhou, ontem, um vídeo em que aparece com um dos braços algemados. Na peça, ele afirma que comprou o artefato para que não seja gasto dinheiro durante seu depoimento na CPI da Covid, que deve ocorrer amanhã, quarta-feira.


NO BOLSO

Grandes redes de restaurantes afirmam que vinham tentando segurar o repasse do aumento dos custos para os consumidores, mas chegaram no limite com a inflação da alimentação do setor de food service acima de 13% em 12 meses, segundo a ANR (Associação de Restaurantes). A entidade, que reúne empresas como McDonald’s e Burger King, diz que não há como definir um padrão de acréscimo, mas as redes estão tentando repassar um valor abaixo da alta dos insumos. Desse jeito, vamos ter que voltar a época na qual “almoçar fora” era apenas colocar a mesa no quintal….


NÚMEROS PARTIDÁRIOS

Indecisão sobre qual número usar. O DEM e o PSL encomendaram pesquisas e testaram cinco números que poderão representar o futuro partido que deve resultar da fusão entre as siglas. São eles: 60, 88, 44, 25, 17. Os dois últimos são os do Democratas e o do PSL, respectivamente. Embora pouco provável por estar atrelado à eleição de Jair Bolsonaro em 2018, o 17 também foi colocado à prova.

A FRASE

“O mundo te respeitará na exata proporção que você não tiver medo dele. Por que tudo é só uma relação de forças.” (Clóvis de Barros Filho, advogado, jornalista, escritor e professor universitário)

17 visualizações0 comentário