• Daniele Jammal

PENEIRA FINA – 05/10/2021

Coluna - TERÇA-FEIRA

FORA DO AR

Ontem, muitos reclamaram, xingaram e até sentiram-se imobilizados. Tudo em virtude da paralisação dos aplicativos do WhatsApp, Facebook e Instagram, que até o fechamento desta coluna ainda estavam fora do ar globalmente. O “perrengue” teve início por volta de meio-dia (horário de Brasília). Ninguém conseguia enviar mensagens no WhatsApp ou carregar novos posts no Instagram e Facebook. Hoje o ser humano “come” internet.

FALHA

Por meio de sua conta oficial no Twitter, o Facebook —que também é dono do WhatsApp e Instagram— confirmou o problema no mundo todo, mas não deu detalhes sobre a falha. Então não foi só com você e nem foi culpa do seu roteador ou da sua conexão. Se você estiver lendo essa nota, através do seu celular ou notebook, significa que o problema foi resolvido. Mas convenhamos, nada como o bom papel e tinta, e uma boa impressão.

POEIRA

Alguém pode considerar que seria uma publicação repetida, mas infelizmente não é. Novamente tivemos uma tempestade de terra, uma nuvem de poeira na tarde do último domingo. Antes de chegar a Catanduva, o fenômeno também ocorreu em Novo Horizonte e Itajobi. Por volta das 16 horas de domingo, tudo ficou marrom, atingindo diversos pontos da cidade, e deixando alguns bairros, mais uma vez, sem energia elétrica.

MAIS VENTOS

Já informamos, na semana passada, que o fenômeno tem o nome de “Habub”. E poderemos ter mais. Ainda que o fenômeno seja considerado raro no país, meteorologistas acreditam que outros casos de nuvem de poeira devem ocorrer até o fim do ano devido a uma combinação de ventos que precedem chuvas mais intensas em regiões planas, com baixa umidade e em solos preparados para o cultivo agrícola.

FAXINA

Muitas mulheres que realizaram a faxina no sábado, não ficaram nada alegres com a tempestade de poeira e terra no domingo. Aquele marido que disse: “não adianta limpar, vai sujar de novo”, com certeza, dormiu na casinha do cachorro...

SESSÃO DA CÂMARA

Hoje, os vereadores voltam a se reunir na Câmara Municipal, a partir das 17h30 para a 32ª sessão ordinária do ano. Na Ordem do Dia, constam quatro projetos em primeira discussão, dois projetos em segunda e a discussão única de mais um veto do prefeito.

VETO

O veto do prefeito municipal que será analisado pelos vereadores na sessão de hoje é relativo ao Projeto de Lei nº 87, de autoria do vereador Marquinhos Ferreira que dispõe sobre a anistia total do banco de horas negativo dos servidores e empregados públicos, impossibilitados de exercerem suas atividades durante o período pandemia causada pelo Coronavírus - Covid-19.

VETO – II

Na justificativa do veto, o prefeito padre Osvaldo (PSDB) informa que “o fato de anistiar as horas existentes no banco de horas, seria um ato injusto em relação aos servidores que já compensaram ou que estão compensando as horas a favor da municipalidade”. Vale lembrar que o decreto nº 7.994, de abril deste ano, instituiu normas para a compensação das horas. Mas o leitor pode questionar: e o que vai acontecer? Simples: os vereadores irão derrubar o veto, para promulgar a lei e depois vem a famosa ADIN.

NOVOS PREFEITOS

No último domingo, eleitores de 13 municípios paulistas voltaram as urnas para escolher seus novos prefeitos, pois a chapa eleita em 2020 foi impedida pela Justiça Eleitoral, por diversos motivos. As cidades que voltaram às urnas neste domingo foram: Mendonça, São Lourenço da Serra, Mineiros do Tietê, Guaíra, Apiaí, Campina do Monte Alegre, Itaoca, Piacatu, Santo Antônio do Jardim, Trabiju, Anhembi, Cajati e Angatuba.

VALOR DO PIX

O Banco Central criou um pacote de novas regras para garantir mais segurança nas transações por meio do Pix. A principal delas, que é o limite de transferência de valor no período da noite, começou a valer desde ontem. As demais vão entrar em vigor no dia 16 de novembro. O limite estabelecido para transferência é de R$ 1.000, no horário das 20h às 6h. A regra é para as transações entre pessoas físicas, e os valores também valem para a TED – Transferência Eletrônica Disponível

DESCULPAS

Com o objetivo de preparar o partido para se defender de ataques na campanha de 2022, o PT pretende fazer um minicurso com argumentos contra a Lava Jato para seus deputados. Ontem, em evento da bancada do PT no Congresso, com a presença de Lula, a presidente da legenda, deputada Gleisi Hoffmann, pediu que fosse preparado um módulo específico para deputados. Querem ter argumentos para combater as mentiras (?) sobre a Petrobrás, o sítio do Lula e outras “cositas” mais.

DIVERGENTES

O ato contra o presidente Jair Bolsonaro foi realizado no último sábado em diversas capitais e também em São Paulo, onde dois quilômetros da avenida Paulista foram interditados, entre a rua da Consolação e a alameda Joaquim Eugênio de Lima. Os números são divergentes: a organização diz que cerca de 100 mil (!!!) pessoas compareceram; já a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo disse ter estimado em 8 mil pessoas o público no ato. Uma pequena diferença: afinal o que são 92 mil pessoas???

A FRASE

“A Fraternidade é a relação efetiva real que nos une a todos, independentemente de qualquer que seja os nossos pensamentos.” (Wagner Ramos de Quadros, presidente da ARCOS Catanduva)

16 visualizações0 comentário