• Daniele Jammal

INCLUSÃO: Estudantes com baixa visão da rede estadual de Catanduva e região recebem tablets

Objetivo é garantir que estudantes público-alvo da educação especial, neste caso, os que possuem baixa-visão


Myllaynne Lima

Da Reportagem Local


Os estudantes da Secretaria do Estado de Educação com baixa visão receberão um tablet para utilizarem nas aulas presenciais e remotas.


A Diretoria de Ensino – Região de Catanduva, coordenada pela dirigente de ensino, professora Luciana Bianchin Lopes Pereira, iniciou a entrega aos alunos.


O objetivo é garantir que estudantes público-alvo da educação especial, neste caso, os que possuem baixa-visão, façam parte das atividades propostas em sala sendo protagonistas da sua aprendizagem, tendo maior autonomia e independência ao acesso às aulas no aplicativo do Centro de Mídias de SP - CMSP ferramenta oficial utilizada para as aulas no ensino híbrido-presencial ou remoto.


Secretaria da Educação disponibilizou um tablet para cada aluno com baixa visão

Foto: Divulgação - Os estudantes receberam um tablet para utilizarem nas aulas presenciais e remotas


O recurso tecnológico será disponibilizado aos alunos até a conclusão da Educação Básica, podendo ser utilizado por eles na escola ou em sua casa. Ao todo. serão entregues 14 tablets para jovens da região. Todos foram adquiridos pela Secretaria Estadual de Educação.


O primeiro lote, seis tablets, foi distribuído aos estudantes das escolas E.E. Antônio Maximiano Rodrigues, E.E. Prof. Vitorino Pereira, E.E. Profª Shirley Camargo Von Zuben e E.E. Prof. Mário Florence (Novo Horizonte), E.E. Profª Aparecida Matilde Turim (Palmares Paulista) e E.E. Giuseppe Formigoni (Santa Adélia). Conforme a chegada dos demais aparelhos, as entregas serão agendadas pela Diretoria de Ensino.


Para os educadores, os benefícios dos tablets para os alunos são imensuráveis, uma vez que o leitor de tela garante a inclusão desses estudantes no que se refere à aquisição dos conhecimentos; as atividades produzidas em sala de aula terão a supervisão do professor para garantir a correta utilização do equipamento e melhor aproveitamento escolar; permite ainda baixar aplicativos gratuitos como Lupa Terra e Be My Eyes para acessibilidade aos materiais didáticos e desenvolvimento das atividades em sala.


O professor poderá ainda, realizar pesquisa sobre outros aplicativos que sejam funcionais de acordo com a disciplina e conteúdo desenvolvido.




116 visualizações0 comentário