• Daniele Jammal

Escola de Inovadores abre inscrições de projetos com 20 vagas para Catanduva

Curso tem duração de 40 horas distribuídas por dez aulas semanais

Foto: DIVULGAÇÃO - Aula sobre ferramenta de modelagem de negócios apresentada por professor da Fatec


Guilherme Gandini

Editor-Chefe

O Centro Paula Souza (CPS) está com as inscrições abertas para a 13ª edição da Escola de Inovadores, curso de extensão gratuito organizado pela Inova CPS com objetivo de ensinar pessoas com espírito empreendedor a transformar ideias inovadoras em startups.

Para participar, é necessário apresentar uma proposta de empreendedorismo que será avaliada com base em critérios como inovação, viabilidade técnica e potencial de mercado. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas até 10 de setembro no site inova.cps.sp.gov.br.

Para a região de São José do Rio Preto, foram distribuídas 60 vagas, sendo 20 para as Fatecs de Rio Preto e Catanduva, e mais 20 para a Etec de Jales. A escolha da unidade de referência é feita durante o processo de inscrição, mas todas atividades serão feitas a distância.

Entre todos os projetos inscritos, serão selecionadas 20 propostas – com até três integrantes cada uma – por unidade. A lista de aprovados será divulgada no dia 15 de setembro. As atividades ocorrem entre os dias 25 de setembro e 11 de dezembro. Serão 40 horas distribuídas por dez aulas semanais ministradas por professores de Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais que atuam como agentes de inovação.

“A Trilha Empreendedora é toda digital, são 10 encontros online, formato webinar aos sábados, com possibilidade de interação com o professor que está ministrando o módulo. Além disso, a gravação ficará disponível para ser assistida depois”, explica Liszeila Martingo, professora da Fatec Rio Preto e agente de inovação do Centro Paula Souza.

Entre os temas abordados estão gestão empresarial básica, comunicação e marketing, tecnologia aplicada aos negócios, abertura e manutenção de empresas, inspiração, ideação, prototipagem e ferramenta de modelagem de negócios Canvas.

A novidade dessa edição é a microcertificação a cada semana para os participantes, estimulando a continuidade. Também haverá mentoria para construção do plano de negócios com foco em demandas atuais de mercado e características da economia regional.

Ao final, os projetos de startups serão apresentados a empresários, instituições do poder público e representantes de ambientes de inovação, como incubadoras, parques tecnológicos e espaços de coworking, com o intuito de gerar parcerias e oportunidades de negócios.

TRILHA

O principal objetivo da Escola de Inovadores é auxiliar equipes que tenham uma proposta de projeto de negócio a amadurecer sua ideia e o modelo de negócio proposto para a equipe. A iniciativa faz parte de uma ação maior da Inova CPS, que é a Trilha de Empreendedorismo.

Os 50 melhores projetos serão selecionados para dar continuidade em suas ações de amadurecimento da sua ideia de negócio na Vitrine Inova CPS, que prevê mais cinco módulos de formação, além de extensa mentoria com profissionais das mais diversas áreas de negócio.


10 visualizações0 comentário