• Daniele Jammal

Eliza Ramos ganha outro bronze para o Brasil no Mundial Júnior de Judô

Ainda resta a competição por equipes mistas neste domingo

Foto: Divulgação/IJF - Eliza, que defende o Flamengo, tem 18, ou seja, está no primeiro ano entre as judocas consideradas júnior


Agência Brasil


Na conclusão das disputas individuais do Mundial Júnior de Judô, em Olbia, na Itália, o Brasil conquistou mais um bronze, o terceiro, por obra de Eliza Ramos, que conseguiu o pódio na categoria até 78 kg. Ela se junta a outras duas judocas que também ficaram com o terceiro lugar: Rafaela Batista (até 48 kg) e Luana Carvalho (até 70kg). Neste domingo (10), o Brasil tem uma última oportunidade de subir ao pódio, com a disputa da chave de equipes mistas, que se inicia às 5h da manhã, horário de Brasília, diante da seleção do Quênia.


O Mundial está sendo disputado por atletas de até 21 anos. Eliza, que defende o Flamengo, tem 18, ou seja, está no primeiro ano entre as judocas consideradas júnior. Ela foi derrotada apenas uma vez na campanha, quando perdeu na semifinal para a alemã Anna Olek, número um do mundo na categoria. Na disputa pelo bronze, ela derrotou a francesa Liz Ngelebeya por ippon.


Após a conquista, Eliza se mostrou emocionada com a conquista nas redes sociais.


Em declaração dada à Confederação Brasileira de Judô (CBJ), a técnica da seleção sub-21, Andrea Berti, enalteceu o desempenho principalmente das mulheres medalhistas em meio às dificuldades impostas pela pandemia da covid-19.


"Esse resultado superou nossas expectativas, porque não tínhamos muitas referências, nem das nossas atletas, nem das de fora, com esse tempo que ficamos parados sem competir. Acredito que para a Rafaela Batista e para a Eliza Ramos foram as melhores competições da vida delas. Competiram super bem. São atletas que já estão melhores preparadas para o processo rumo a Paris 2024. Quem não chegar em Paris, com certeza, buscará Los Angeles 2028”, afirmou a treinadora.

0 visualização0 comentário