• Daniele Jammal

Criminosos levam quase R$ 160 mil em dois crimes sequenciais em Catanduva

Bandidos furaram parede para entrar em joalheria no final de semana

Foto: REPRODUÇÃO - Suspeitos teriam alugado prédio vizinho para viabilizar acesso ao cofre


Da Reportagem Local


Uma ação criminosa planejada e bem executada, com requinte cinematográfico, terminou com o furto de R$ 120 mil de uma joalheria de Catanduva. De acordo com o boletim de ocorrência registrado pelo proprietário do estabelecimento comercial, o imóvel da empresa foi arrombado.


Suspeitos teriam alugado o prédio vizinho, e durante o final de semana, danificaram a parede, ingressando na joalheria. Diversos objetos foram subtraídos totalizando o valor declarado. Também foram levadas folhas de cheques, um notebook e a DVR das câmeras de segurança.


Na segunda-feira, dia 16, um malote com R$ 38 mil de um posto de combustível foi roubado à luz do dia, em frente à agência do Sicredi, na rua Alagoas. O crime foi executado por dois bandidos que chegaram ao local em uma motocicleta. Câmeras de videomonitoramento registraram os fatos.


Segundo o boletim de ocorrência, a vítima saiu do posto por volta das 11 horas, em direção ao Sicredi, onde depositaria o montante. Ela utilizou o estacionamento da própria agência bancária, situado na lateral da rua Pará, e seguiu a pé, contornando o prédio em direção à porta de entrada.


Foi nesse momento que a motocicleta se aproximou, o homem que estava na garupa saltou e foi na direção da vítima, segurando uma arma de fogo, tipo revólver, cromado e teria gritado “passa o malote”. A vítima se assustou e se afastou. Quando a arma foi apontada, o malote foi jogado ao chão.


Os criminosos vestiam camisetas de manga cumprida cinza, tipo de empresa, calça jeans e estavam de capacete. Ambos eram magros. A motocicleta era preta, com placa do Mercosul. Os dois casos são investigados pela Polícia Civil de Catanduva.

14 visualizações0 comentário