• Daniele Jammal

Após 30 anos, Conselho Municipal de Saúde escolhe mulher para ocupar a presidência

Neolita Soncin, 68, foi aclamada para comandar a entidade até março de 2022

Foto: FERNANDO VETERI - Única candidata, Neolita superou dois terços dos votos e foi eleita


Da Reportagem Local


O Conselho Municipal de Saúde de Catanduva será presidido por uma mulher pela primeira vez em 30 anos. A votação foi realizada na segunda-feira, dia 16, com aclamação de Neolita Soncin para o cargo. Ela era a única candidata, mas precisava superar dois terços dos votos dos conselheiros.


A nova presidente é aposentada, tem 68 anos, reside em Catanduva desde 1994, quando chegou com a família vindo da capital. É casada há 46 anos, mãe de três filhos e cinco netos.


Sempre teve participação em serviços sociais, foi coordenadora diocesana da Pastoral da Saúde durante 10 anos e faz parte da Pastoral da Saúde há mais de 22 anos, é conselheira Regional do Estado de São Paulo pelo 5º Distrito da Ordem Franciscana Secular.


Ingressou como Conselheira Local na Unidade de Saúde do Conjunto Euclides desde a primeira gestão do ex-prefeito Afonso Macchione Neto. Em 2018, foi eleita pelos conselheiros do distrito para o Conselho Municipal de Saúde. Tornou-se vice-presidente da entidade até 2020.


Depois, Neolita concorreu nas eleições do ano de 2020 inscrita no cargo de presidente, tendo perdido por um voto para o ex-conselheiro Carlos José Dezuani Júnior, que teve que deixar o cargo após denúncia de que sua esposa é funcionária pública, o que é vetado pela legislação.


Em candidatura como representante do segmento dos Usuários do SUS, foi eleita pelos seus pares como primeira presidente mulher do Conselho Municipal de Saúde, existente desde 8 de maio de 1991. Ela comandará a entidade até março de 2022.

18 visualizações0 comentário