• Daniele Jammal

Agentes comunitárias de Catanduva vão a Brasília reivindicar direitos

Terça-feira foi reservada para articulações com os deputados federais

Foto: Divulgação - Agentes comunitárias com o deputado Luiz Carlos Motta, em Brasília


Guilherme Gandini

Editor-Chefe

Representantes do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias de São José do Rio Preto e Região estão em Brasília para acompanhar a votação da PEC 22-A/11, que garantirá a política de reajuste do piso salarial nacional da categoria.

O grupo é composto pela presidente da entidade, Nadir Donizete Peliceri da Silva, e duas diretoras da entidade, ambas de Catanduva: Sueli Aparecida Pirola e Marinalva Maria de Azevedo. No ato, elas representam as 195 cidades da área de abrangência sindical.

De acordo com Sueli, a terça-feira (10) foi reservada para articulações com os deputados federais nos gabinetes para fortalecer as negociações com o Legislativo. Hoje (11), todos os esforços estarão direcionados à aprovação da PEC – Proposta de Emenda Constitucional.

“A luta é grande, é um trabalho de formiguinha, é um trabalho não valorizado, não remunerado, até a viagem é por nossa conta, pedi ajuda de custo na Prefeitura e foi negado. Estamos indo com nossos recursos. Já fui inúmeras vezes a Brasília nessa luta”, ressalta.

A Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias (Conacs) trata a ocasião como o 'Dia D' pela aprovação da PEC. A mobilização “terá como objetivo apresentar ao Governo Federal as principais pautas da categoria para o ano de 2021”, frisa a presidente da Conacs, Ilda Angélica dos Santos Correia.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo