Vereadores aprovam mais recursos ao Imes apenas 5 dias após aporte de R$ 1 milhão

Quatro matérias foram aprovadas em primeira e segunda discussões na sessão desta semana

Vereadores aprovam mais recursos ao Imes apenas 5 dias após aporte de R$ 1 milhão

Foto: CÂMARA DE CATANDUVA - Três projetos entraram em regime de urgência na sessão da Câmara

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 25/11/2021

Os vereadores de Catanduva aprovaram em regime de urgência o projeto de lei 147/2021, apresentado pelo prefeito Padre Osvaldo (PSDB), que autoriza o repasse de R$ 371.926,16 ao Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva (Imes). O valor será destinado ao pagamento de despesas com pessoal e encargos dos servidores.

A transferência foi autorizada apenas cinco dias depois que a Prefeitura confirmou a liberação de R$ 1,1 milhão para investimento em melhorias estruturais e em equipamentos. A instituição está sendo conduzida pelo administrador Paulo Marques, alçado à direção em meio à intervenção municpal na autarquia.

Além do projeto relacionado ao Imes, o PLC 29/2021, do prefeito, também foi aprovado por unanimidade, na sessão desta semana. A pela revoga lei que autoriza o Executivo a doar imóvel de sua propriedade à Augusta Respeitável Loja Simbólica “11 de abril de Catanduva nº 737” .

Na sequência, os vereadores aprovaram em primeira e segunda discussões o PDL 08/2021, apresentado pelo vereador César Patrick (Republicanos), que concede o “Diploma de Atirador Destaque do Tiro de Guerra” ao jovem Murilo Lioci. O mesmo caminho teve o PLC 32/2021, do prefeito, que revoga a Lei Complementar nº 983/2020, que declarou como empreendimento de interesse social a área onde será implantado o Loteamento Residencial de propriedade da Associação Bom Pastor.

Outros dois projetos recebem pedido de vistas e tiveram votação adiada. É o caso do PL 129/2021, do vereador Mauricio Gouvea (PSDB), que dispõe sobre a obrigatoriedade da identificação eletrônica, por meio de microchip, de todos os animais das espécies canina, felina, equina, bovina, muar, asinina, de tração animal ou não, dentro do município. E do PL 134/2021, do vereador Cesar Patrick (Republicanos), que dispõe sobre a permanência obrigatória de no mínimo um Guarda Civil Municipal na UPA, com intuito de cuidar da segurança dos cidadãos, bem como dos profissionais de saúde que atuam no local.

HONRARIAS

O major da Polícia Militar, Fábio da Veiga Cabral, recebeu o título de Cidadão Catanduvense na sexta-feira, 19. A honraria foi proposta pelo vereador Alan Automóveis (PP) e aprovada em plenário. Major Veiga esteve à frente da 1ª Companhia do 30º Batalhão de Polícia Militar do Interior, em Catanduva, durante os anos de 2013 e 2014. “É merecedor do reconhecimento, pelos relevantes serviços prestados à comunidade catanduvense”, pontuou o vereador Alan.

Nesta quinta-feira, 25, será a vez da vereadora Taise Braz (PT) entregar a Medalha Zumbi Dos Palmares à professora Regina Aparecida Silva, em sessão solene, às 18 horas. A educadora é figura de grande importância para a militância preta na região. Ela foi coordenadora da Pastoral Afro Brasileira de Catanduva e uma das fundadoras do Movimento Negro de Catanduva.