Vendas alavancam comércio de Catanduva com início do horário para compras de Natal

Atendimento ampliado segue até 23 de dezembro, antevéspera do Natal

Vendas alavancam comércio de Catanduva com início do horário para compras de Natal

Foto: ARQUIVO PESSOAL - Empresária Karine Cornetioni relatou grande procura por presentes neste ano

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local
Publicado em 10/12/2021

O comércio de Catanduva iniciou nesta semana o atendimento em horário especial para as vendas de fim de ano. Considerada uma das melhores datas para o comércio, o Natal tem impulsionado o aumento de clientes nas lojas.

Em entrevista ao Jornal O Regional, a empresária Karine Cornetioni relatou grande procura por presentes neste ano.

“Em comparação a dezembro de 2020, de início, notamos um grande aumento na procura e também nas vendas para as festas de final de ano. Podemos comparar com as nossas redes sociais, que estão congestionadas com inúmera mensagens, todos procurando por presentes e calçados para uso pessoal.”

Com o avanço da vacinação e o pleno funcionamento das atividades comerciais, Karine afirma estar otimista com as vendas.

“Acredito que com o avanço da imunização contra a Covid-19 e o aumento da circulação das pessoas em eventos e, até mesmo, confraternizações familiares, são os principais fatores para o maior volume de vendas. Sendo assim, temos esperança que as vendas retornem ao que eram antes da pandemia e cresça ainda mais, contribuindo com o nosso comércio catanduvense.”

O atendimento ampliado segue até 23 de dezembro, antevéspera do Natal. De segunda a sexta-feira, o comércio funciona das 9h às 22h. Aos sábados, as portas abrem das 9h às 18h. Já aos domingos, das 9 às 14 horas.

Na véspera de Natal, 24, o atendimento será das 9h às 16h e na véspera de Ano Novo, dia 31, as lojas vão atender das 8h às 14h. Nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro, o comércio estará fechado.

PESQUISA

Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas apontam que 77% dos consumidores presenteiem este ano, retornando ao patamar de consumo pré-pandemia.

De acordo com o levantamento, estima-se que 123,7 milhões de pessoas devem ir às compras de presentes de Natal, com potencial para injetar aproximadamente R$ 68,4 bilhões na economia.