Torre de transmissão de rádio cai em Santa Adélia e assusta moradores

Prefeitura foi questionada sobre quais medidas serão tomadas

Torre de transmissão de rádio cai em Santa Adélia e assusta moradores

Foto: O REGIONAL - Estrutura de aço instalada no Estádio Municipal caiu na quarta-feira

Guilherme Gandini
Editor-Chefe

A torre de transmissão da Rádio Clube, localizada no município de Santa Adélia, caiu durante ventania na noite de quarta-feira, 8. O fato foi presenciado pelo morador do imóvel situado bem em frente à antena. Ele preferiu não se identificar, mas afirmou ao Jornal O Regional que viu a estrutura balançar bastante e que ela, felizmente, acabou cedendo para o lado oposto.

O morador afirmou também que não aceitará a reconstrução diante do risco que sua família correu e que registrará boletim de ocorrência caso a torre seja reerguida. Disse, ainda, que falaria com o prefeito Guilherme Colombo (DEM), pedindo sua intervenção no caso.

Com 48 metros, a torre foi instalada dentro do Estádio Municipal Orivaldo Thito Colombo, próximo à divisa com a rua Hélio Colombo Junior, no Jardim Colombo.

A Prefeitura afirmou que a empresa responsável possui permissão de uso do espaço público, mas não esclareceu se a construção foi fiscalizada, se possui ART e se há cobrança para utilização do local.

Segundo os moradores, a antena foi erguida há mais de 3 anos, mas sempre causou preocupação durante as noites de chuva e vento. Recentemente, ela teria passado por manutenção e ganhado uma estrutura complementar chamada de “tubulão”.

Funcionários que estavam no local afirmaram que aguardavam perícia da Polícia Técnica sobre o rompimento dos cabos.

RESPOSTAS

A reportagem de O Regional formalizou questionamentos à Prefeitura de Santa Adélia sobre qual conduta será adotada diante da queda da torre.

Também questionou o proprietário da emissora, Horácio Figueiredo, que cogitou possível atentado criminoso. “A polícia já foi ao local, a perícia foi realizada e estamos aguardando o laudo. Já estão sendo avaliadas as imagens de câmeras no local e a movimentação de pessoas e veículos que transitaram pelas imediações”.