Simcat ainda procura 100 ‘desaparecidos’ que não receberam valores do dissídio

Grupo é formado por exonerados, demitidos e legionários mirins

Simcat ainda procura 100 ‘desaparecidos’ que não receberam valores do dissídio

Foto: ARQUIVO/VOX FM - Funcionários que não receberam pagamentos devem procurar o Simcat

Guilherme Gandini
Editor-Chefe

O Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais de Catanduva (Simcat) continua sua busca pelos ex-funcionários da Prefeitura de Catanduva que não receberam os valores relativos ao cartão alimentação e à dívida do dissídio de 2015. Segundo a entidade, ainda há cerca de 100 trabalhadores “desaparecidos”.

O grupo é composto por exonerados, demitidos e Legionários Mirins. Muitos mudaram de cidade ou faleceram, dificultando a acesso a parentes e herdeiros. O trabalho é quase investigado, um a um, e conta com ajuda dos próprios servidores municipais.

“Faltam 100 pessoas ainda, entre os 5% do dissídio e também do cartão alimentação. Estamos na caça, de uma a uma, se Deus quiser vamos achar todas. Acredito que em mais um ou dois meses, todos serão encontrados e pagos. E aquele que por ventura a gente não achar, o dinheiro estará depositado em nome dele”, explica o diretor Pedro Cerose.

As dívidas do dissídio de 2015 foram pagas no início de julho pela Prefeitura. Servidores da ativa e aposentados receberam os valores em conta.

Já cerca de 500 ex-funcionários foram chamados a retirar cheques no Simcat. Até a metade de julho, pelo menos metade já haviam procurado pela entidade, restando agora os casos mais delicados.