RETROSPECTIVA MARÇO: Catanduva fecha comércio e implanta toque de recolher por 15 dias

Também teve início o Programa Emergencial de Desemprego com 250 bolsistas

RETROSPECTIVA MARÇO: Catanduva fecha comércio e implanta toque de recolher por 15 dias

Foto: PREFEITURA DE CATANDUVA - Secretaria de Saúde recebeu novo lote da CoronaVac em 5 de março

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local
Publicado em 31/12/2021

Com estoques da CoronaVac abastecidos, Catanduva iniciou a imunização de idosos de 77 a 84 anos e dos profissionais da educação. Entretanto, seguindo o Estado, interrompeu por 15 dias atividades religiosas, esportivas e fechou o comércio, na chamada Fase Emergencial. A cidade também aderiu ao toque de recolher, com movimento na cidade proibido das 20h às 5h.

A essa altura, de acordo com o Boletim Diário do Coronavírus, o município contabilizava 8.117 diagnósticos positivos, 7.738 pessoas curadas e 214 mortes causadas pela doença.

Ainda sobre a Covid-19, o prefeito Padre Osvaldo ventilou a possibilidade de implantar o tratamento precoce contra a doença. Ele reuniu o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 para assistir à apresentação do médico Fábio Gabas sobre resultados obtidos com o protocolo.

Em março, teve início o Programa Emergencial de Desemprego (PED), que em apenas 12 horas recebeu mais de 1 mil inscrições. O PED disponibilizou 250 bolsas-auxílio a pessoas em situação de desemprego. A Secretaria de Educação encerrou o mês entregando 4.236 cestas básicas a alunos da rede municipal, mantendo o auxílio às famílias carentes durante a pandemia.