Repasses de impostos para Catanduva chegam a R$ 73 milhões, com alta de 23%

Depósito mais recente foi do ICMS, que caiu nos cofres públicos na terça-feira 24

Repasses de impostos para Catanduva chegam a R$ 73 milhões, com alta de 23%

Foto: DIVULGAÇÃO - Município recebeu R$ 14 milhões a mais nos oito primeiros meses de 2021

Guilherme Gandini
Editor-Chefe

Os impostos repassados pelo Governo do Estado de São Paulo ao município de Catanduva nos oito primeiros meses de 2021 aumentaram 18,6% no comparativo com o mesmo período do ano passado. O salto foi de cerca de R$ 14 milhões, passando de R$ 59,3 para R$ 73,3 milhões. Os números são da Secretaria de Estado da Fazenda e Planejamento.

A totalização engloba valores referentes ao ICMS - Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias, ao IPVA – Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores, ao Imposto sobre Produtos Industrializados para Exportação (Exp-IPI) e à Compensação Financeira sobre Exploração de Gás, Energia Elétrica, Óleo Bruto, Xisto Betuminoso.​​

Nos números deste ano, o maior repasse se refere ao ICMS, que deve chegar a R$ 47,5 milhões até o final de agosto, seguido por R$ 25,2 milhões do IPVA. No ano passado, foram R$ 35,2 milhões relativos ao ICMS e R$ 23,6 milhões do imposto veicular.

O repasse mais recente caiu nos cofres públicos na terça-feira, 24, quando o Governo do Estado liberou R$ 526,97 milhões para os 645 municípios paulistas referente ao ICMS arrecadado entre os dias 16 e 20 de agosto. Foi o terceiro pagamento dentro do mês de agosto. O próximo está previsto para o dia 31 – valor já contabilizado nos números do levantamento.

O montante corresponde a 25% da arrecadação, que são distribuídos às administrações municipais conforme o Índice de Participação dos Municípios (IPM) definido para cada cidade. Os depósitos são realizados semanalmente, sempre até o segundo dia útil de cada semana.