Região Metropolitana de Rio Preto é aprovada pela Alesp e Catanduva ainda aguarda

Com a inclusão de Olímpia e Severínia, bloco regional terá 37 municípios

Região Metropolitana de Rio Preto é aprovada pela Alesp e Catanduva ainda aguarda

Foto: PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - Região Metropolitana de São José do Rio Preto é a sétima a ser formalizada no Estado

Da Reportagem Local

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou, nesta terça-feira, 10, a criação da Região Metropolitana de São José do Rio Preto, no noroeste paulista. O Projeto de Lei Complementar 15/2021, de autoria do governo estadual, teve a redação aperfeiçoada no Parlamento para, dentre outras medidas, incluir os municípios de Olímpia e Severínia na unidade regional, e permitir participação popular no conselho de desenvolvimento da região.

O texto alternativo aprovado pelo Plenário terá a redação final elaborada pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e ficará em pauta por um dia antes de seguir para sanção do Executivo. Se sancionada total ou parcialmente, a lei entra em vigor na data de publicação no Diário Oficial do Estado e vai beneficiar uma população estimada em quase 1 milhão de habitantes.

Com a inclusão de Olímpia e Severínia, a Região Metropolitana de São José do Rio Preto passará a ter 37 municípios, e não mais 35 como previsto no projeto original enviado à Alesp pelo Executivo no dia 22 de maio.

A nova região metropolitana faz parte dos planos do governo para a reorganização do Estado em ao menos 36 regiões -metropolitanas, aglomerados urbanos e microrregiões. Essa será a sétima região metropolitana do Estado, que atualmente conta com outras seis -São Paulo, Vale do Paraíba e Litoral Norte, Ribeirão Preto, Baixada Santista, Sorocaba e Campinas.

Ao todo, farão parte da unidade regional os municípios de Adolfo, Bady Bassit, Bálsamo, Cedral, Guapiaçu, Ibirá, Icém, Ipiguá, Irapuã, Jaci, José Bonifácio, Macaubal, Mendonça, Mirassol, Mirassolândia, Monte Aprazível, Neves Paulista, Nipoã, Nova Aliança, Nova Granada, Olímpia, Onda Verde, Orindiúva, Palestina, Paulo de Faria, Planalto, Poloni, Potirendaba, Sales, São José do Rio Preto, Severínia, Tanabi, Ubarana, Uchoa, União Paulista, Urupês e Zacarias.

CATANDUVA

O Governo de São Paulo realizou audiência pública em 29 de maio com a proposta de criação da Microrregião de Catanduva, a ser composta por 13 municípios. “Hoje propomos a nova regionalização de São Paulo, após quase 40 anos, com o objetivo de planejar o futuro do nosso estado. A nova regionalização trará planejamento, recursos e principalmente envolvimento da sociedade civil para pensar o futuro junto ao poder público”, destacou o vice-governador Rodrigo Garcia, na ocasião.

A Microrregião de Catanduva será composta por Ariranha, Catanduva, Catiguá, Elisário, Itajobi, Marapoama, Novais, Novo Horizonte, Palmares Paulista, Paraíso, Pindorama, Santa Adélia e Tabapuã.