Prefeitura usa drone para reforçar fiscalização de descarte irregular de materiais

Objetivo é identificar e autuar responsáveis em locais com problemas recorrentes

Prefeitura usa drone para reforçar fiscalização de descarte irregular de materiais

Foto: Prefeitura de Catanduva - A ação teve início na manhã de segunda-feira, dia 4, na Estrada Boiadeira

Da Reportagem Local
Publicado em 06/10/2021

A fiscalização do descarte irregular de materiais em Catanduva ganhou o reforço de drone. A ação é coordenada por equipes da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura e da Patrulha Ambiental da Guarda Civil Municipal, a GCM.

A ação teve início na segunda-feira, dia 4, na avenida Dr. Francisco Agudo Romão Filho, a Boiadeira, mas ganhará reforço em outros pontos, com mais horários de fiscalização e auxílio do drone para autuar o despejo irregular de resíduos em pontos já conhecidos no município, além de terrenos sujos e irregularidades ambientais.

“Será percorrido o município como um todo, com divulgação prévia dos bairros a serem fiscalizados no âmbito de terrenos sujos e com descarte irregular de resíduos, seguindo legislação vigente”, destaca a secretária de Meio Ambiente, Júlia Cassiano Wayego.

O uso do drone chega para reforçar o trabalho das equipes em campo. “Será possível identificar e autuar os responsáveis pelo descarte irregular, uma vez que o aparelho fará vôos periódicos em trechos mapeados pela Secretaria de Meio Ambiente”, complementa o Comandante da GCM, Cláudio Pereira.

MULTA

O descarte irregular de materiais pode resultar em multa superior a R$ 2 mil ao infrator. O valor aumenta a partir da metragem de itens descartados nas vias. A população também pode auxiliar no trabalho das equipes, com a denúncia que pode ser feita pelo aplicativo Ouvidoria Catanduva, disponível para todos os tipos de celulares e pelo telefone 0800-772 915.