Prefeitura poderá gastar até R$ 848 mil para comprar lanches de empresa de Rosana

Fornecedor é o mesmo que venceu a licitação para produção de marmitas

Prefeitura poderá gastar até R$ 848 mil para comprar lanches de empresa de Rosana

Foto: O REGIONAL - Licitação para compra de lanches ainda não foi homologada pela Prefeitura, mas Eagle Business é a única habilitada

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 26/11/2021

O pregão eletrônico para registro de preços aberto pela Prefeitura de Catanduva para compra de lanches tipo misto frio deverá ter como vencedora a Eagle Business Prestadora de Serviços, empresa de Rosana-SP que venceu licitação anterior para fornecimento de marmitas ao município. O valor ofertado no processo foi de R$ 848,9 mil para produção de 114,3 mil lanches.

Conforme apuração feita pela reportagem do Jornal O Regional, a Eagle Business enfrentou as empresas All Business e Guilherme Prata. Ambas apresentaram propostas com valores bem abaixo da vencedora do pregão, R$ 457,2 mil e R$ 569 mil, mas acabaram desclassificadas por falta de documentação.

As três concorrentes também se enfrentaram na licitação para compra de marmitas, que acabou sendo abocanhada pela Eagle Business por R$ 537,9 mil para fornecimento de 27,5 mil refeições tipo marmitex, no mês de junho. O valor unitário chegou a R$ 19,56 e causou polêmica na Câmara de Vereadores, por ser considerado bem acima da média verificada na cidade.

Pelo cálculo, o município pagará agora cerca de R$ 7,43 para cada lanche fornecido, que deverá ser composto por pão francês, duas fatias de muçarela, duas fatias de presunto, sachês de maionese e catchup, em embalagem plástica transparente. Os alimentos serão destinados, em especial, a beneficiários de programas mantidos pela Secretaria de Assistência Social.

O valor máximo estimado no processo era R$ 874,3 mil, com preço unitário de R$ 7,67 para cada lanche. Pela modalidade de registro de preços, o município não é obrigado a adquirir a totalidade dos itens registrados. O pagamento é feito a cada pedido, conforme a quantidade.

Em levantamento feito pelo Jornal O Regional no Portal da Transparência, a empresa de Rosana recebeu efetivamente R$ 38 mil até agora, no contrato das marmitas, mas outros valores já foram empenhados. A licitação dos lanches ainda não foi homologada pela Prefeitura.