Prefeitura faz reparos na ponte da vicinal de Novais, mas silencia sobre problema no local

Situação é semelhante à vivida há cerca de 5 anos pelos usuários da via

Prefeitura faz reparos na ponte da vicinal de Novais, mas silencia sobre problema no local

Foto: ALINE LONGARINE - Obras começaram na quarta-feira e trânsito foi desviado

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 22/10/2021

A Prefeitura de Catanduva está executando melhorias no pavimento da ponte da estrada municipal Alberto Lahoz de Carvalho, sobre o Córrego dos Tenentes, que dá acesso ao município de Novais. O serviço começou na quarta-feira, dia 20, exigindo o desvio do fluxo de veículos para uma passagem alternativa existente bem ao lado da estrutura.

A reportagem de O Regional questionou a Prefeitura, na quarta-feira, sobre o que motivou a intervenção, quais tipos de problemas foram detectados, se o trabalho estava sendo feito por equipe própria ou terceirizada, custo e previsão de término. A equipe do jornal também esteve no local ontem, dia 21. Não houve qualquer resposta até o fechamento desta edição.

A única manifestação da administração municipal foi com a divulgação de um alerta, na noite de quarta-feira, 20, sobre a presença da Guarda Civil Municipal (GCM) no local como “medida preventiva” para orientar os motoristas sobre a rota provisória. Segundo a prefeitura, “o trecho está interditado devido a reparos nos dois lados da via danificada após chuvas”.

A situação é semelhante à vivida há cerca de 5 anos pelos usuários da via. A ponte que existia naquele ponto cedeu em 14 de janeiro de 2016, após fortes chuvas na região. Naquele ano, seis pessoas morreram em acidentes no local. Outras ocorrências, sem vítimas, também foram registrados. O ex-prefeito Geraldo Vinholi (PSDB) foi alvo de duras críticas devido à demora para solucionar o problema, bem como em função da sinalização precária indicando o desvio.

A construção de uma nova ponte começou apenas em 20 de junho de 2017, tendo sido finalizada em 6 de janeiro de 2018. Para a obra, foram investidos R$ 565,6 mil, verba advinda de convênio com o Governo do Estado, cujo valor total era de R$ 2 milhões e contemplava a execução de outros serviços viários – incluindo a ponte no bairro Santa Paula.