Prefeitura e Ministério Público de Santa Adélia aguardam laudo sobre queda de torre de rádio

Administração municipal não informou decreto que autorizou uso da área

Prefeitura e Ministério Público de Santa Adélia aguardam laudo sobre queda de torre de rádio

Foto: O REGIONAL - Torre de transmissão foi ao chão durante ventania na quarta-feira

Guilherme Gandini
Editor-Chefe

A Prefeitura de Santa Adélia confirmou ao Jornal O Regional que concedeu espaço público para a instalação da torre de transmissão da Rádio Clube mediante decreto. A administração municipal, entretanto, não indicou número tampouco encaminhou o documento, conforme solicitado pela reportagem. O valor pago pela empresa para usufruir do local não foi informado.

Diante da queda, a Prefeitura afirmou, em nota, que “vai acompanhar e aguardar o laudo para então decidir quais medidas serão tomadas”, sem informar, entretanto, se a construção foi fiscalizada e se alteração estrutural feita recentemente foi acompanhada pelo poder público. Já o Ministério Público informou que aguardará inquérito policial para apurar responsabilidades.

A estrutura de transmissão da emissora foi ao chão na noite da quarta-feira, dia 8. O fato foi presenciado pelo morador do imóvel situado bem em frente à antena.

Ele preferiu não se identificar, mas disse ao Jornal O Regional que viu a antena balançar durante forte ventania. O morador afirmou que não aceitará a reconstrução diante do risco que sua família correu.

Com 48 metros, a torre foi instalada dentro do Estádio Municipal Orivaldo Thito Colombo. O proprietário da emissora, Horácio Figueiredo, cogitou possível atentado.

“A polícia já foi ao local, a perícia foi realizada e estamos aguardando o laudo. Já estão sendo avaliadas as imagens de câmeras no local e a movimentação de pessoas e veículos que transitaram pelas imediações”.