Prefeitura anuncia reforma da Igreja Matriz, Tiro de Guerra e Casa de Passagem

Detalhes de cada processo, bem como investimentos previstos, não foram divulgados

Prefeitura anuncia reforma da Igreja Matriz, Tiro de Guerra e Casa de Passagem

Foto: ARQUIVO/Flávio Limone - Igreja Matriz reúne o maior acervo de obras de Benedito Calixto

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 12/01/2022

O primeiro bloco de licitações programadas para 2022, conforme divulgação feita pela Prefeitura de Catanduva no Diário Oficial do Município, na segunda-feira, 10, vai contemplar reformas em quatro prédios, entre eles a Igreja Matriz de São Domingos.

Pela Tomada de Preço 01/2022, será contratada empresa especializada para reforma da Casa de Passagem, que fica localizada na rua Ribeirão Preto, 21, na Vila Rodrigues. A TP 02/2022 prevê serviços de reforma e adequações da Igreja Matriz, patrimônio histórico do município.

Já a TP 03/2022 trata da ampliação de suas salas de aulas e colocação de piso externo na escola municipal Prof.ª Luzia Aparecido Sestito Gradella, que fica localizada no bairro Nova Catanduva.

E, por fim, a TP 04/2022 trata da reforma e adequação das instalações e Sala de Armas do Tiro de Guerra de Catanduva, situado na rua Mato Grosso, 664, no Higienópolis.

O prazo para encerramento, entrega e abertura das propostas é no dia 27 de janeiro, para os dois primeiros contratos, e no dia 28, para os outros dois. Os demais detalhes de cada processo, bem como valores que serão investidos, ainda não foram disponibilizados pela Prefeitura.

PRÉVIA

Em abril do ano passado, o prefeito Padre Osvaldo (PSDB) apresentou aos padres Silvio e Fábio, o projeto prévio de reforma da Igreja Matriz. O objetivo seria sanar problemas estruturais constatados no prédio, que apresenta grandes rachaduras. O investimento seria de R$ 125 mil.

Segundo a Prefeitura, a futura reforma englobaria, também, a restauração da pintura, com preservação das obras de Benedito Calixto – a Matriz de Catanduva reúne o maior acervo de obras do pintor brasileiro, considerado um dos mais importantes do início do século XIX.