Plataforma Não Me Perturbe fecha 2021 com 9,5 milhões de números cadastrados

Telefones não recebem chamadas de telemarketing e de oferta de crédito consignado

Plataforma Não Me Perturbe fecha 2021 com 9,5 milhões de números cadastrados

Foto: Divulgação/Algar Tech - Maior parte dos números bloqueados está no Estado de São Paulo

Da Reportagem Local
Publicado em 14/01/2022

A plataforma Não Me Perturbe, em operação desde julho de 2019, fechou o ano de 2021 com 9,55 milhões de números de telefone cadastrados para não receber chamadas de telemarketing e empresas de telecom e de oferta de crédito consignado. A iniciativa, criada pelas operadoras de telecom, faz parte das medidas de autorregulação do setor para melhorar a relação com os consumidores.

Quem quiser bloquear seus números de celular e telefone fixo para não receber ligações de telemarketing desses dois setores deve fazer o cadastro diretamente no site https://www.naomeperturbe.com.br ou por meio dos Procons em todo o país. O bloqueio ocorre em até 30 dias após o cadastro no site.

A maior parte dos números bloqueados está no estado de São Paulo, com 4,594 milhões de números registrados. São Paulo também concentra a maior base de clientes do país, com 71,8 milhões de celulares e 10,7 milhões telefones fixos. Em segundo lugar em volume de cadastros na plataforma NMP está Minas Gerais, com 856 mil números, seguidos do Paraná com 844 mil e do Rio de Janeiro com 587 mil registros.

O Distrito Federal tem a maior proporção de telefones cadastrados na plataforma, são 297 mil números cadastrados, o que representa 5,8% da base de telefones fixos e móveis do DF.

“A plataforma é um compromisso com o cliente que não quiser receber ligações de telemarketing desses dois setores, tanto que em 2021 os setores de telecom e bancário fizeram uma grande campanha nas redes sociais para aumentar a divulgação da Não Me Perturbe”, comentou o presidente executivo da Conexis Brasil Digital, Marcos Ferrari.

Ferrari lembrou que a plataforma só funciona para ligações de empresas de telecomunicações e para oferta de crédito consignado e não bloqueia ligações, por exemplo, de planos de saúde ou redes varejistas. Ele destacou, no entanto, que ela está aberta para adesão de outros setores.

Os efeitos positivos da Não Me Perturbe podem ser verificados tanto na queda de reclamações de usuários de serviços de telecomunicações, que desde abril tem apresentado reduções superiores a 20%, e quanto nos dados da empresa de verificação de números de telefone Truecaller, que mostram que o setor não está entre os que mais fazem ligações indesejadas.

Em 2019, antes da criação da Não Me Perturbe, o setor respondia por 48% das chamadas de telemarketing, em 2020 a participação caiu para 6% e, em 2021, o setor não foi mais listado no ranking da Truecaller.

A autorregulação atua dentro de procedimentos mais modernos de regulação responsiva com o objetivo de melhorar a relação com os consumidores. Desde março de 2020, além do telemarketing, o SART vem atuando em outras frentes de autorregulação, com a implantação dos normativos de Atendimento, Cobrança e Oferta.

Os normativos trazem orientações para as prestadoras no relacionamento com os usuários e contaram com a participação próxima da Anatel e dos conselheiros independentes que compõem o SART.