PENEIRA FINA – 12/12/2021

Coluna – DOMINGO

PENEIRA FINA – 12/12/2021

ATENDIMENTO VIA CARTA

A reportagem do Jornal O Regional recebeu uma informação inusitada: a Organização Não Governamental (Ong) Grupo de Apoio e Solidariedade ao Paciente com Aids (Gasa) de Catanduva suspendeu o atendimento presencial e está atendendo apenas por correspondência com Aviso de Recebimento (AR). Os Correios agradecem a preferência.

DETERMINAÇÃO

O repórter Rodrigo Ferrari esteve no local e questionou uma funcionária da ONG se caso a pessoa tenha baixo poder aquisitivo e precisar de um atendimento urgente, como fazer nessa situação? A pessoa apenas se limitou a dizer que a regra seria uma determinação da diretoria.

OBJETIVO DA ONG

No site do Gasa Catanduva (www.gasacatanduva.com.br), é citado que é uma ONG sem fins lucrativos, fundada em 1991 e reconhecida como Utilidade Pública Municipal e Federal, sendo composta por voluntários, equipe multiprofissional e ativistas e tendo como objetivo: “promover a melhoria da qualidade de vida das pessoas vivendo com HIV/AIDS e de seus familiares, objetivando elevar a autoestima, amenizar a ociosidade, reabilitar o paciente na vida social e produtiva, encaminhar para tratamento, orientar a família a conviver de forma mais natural em relação ao estado sorológico da pessoa portadora do HIV/AIDS, proporcionar alternativas para sua autossustentação”.

CADE A MODERNIDADE?

O que causa surpresa é que dentre os objetivos da ONG, cita vida social, que acontece tendo relacionamento cordial com as pessoas. Mas o que está escrito não se aplica na vida real, quando a regra é imposta e o atendimento que deveria ser pessoal e humanizado, passa a ser por correspondência com AR, o que observamos é um distanciamento da entidade com o público alvo que deveria ser atendido. Em segundo lugar, será que a Diretoria composta por voluntárias, não se modernizou, em um mundo altamente tecnológico que vivemos? O atendimento não pode ser feito por aplicativo de mensagens, o conhecido whatszap, seja por chamada de vídeo ou de voz?

DIÁLOGO

Enquanto isso em uma ONG qualquer.... Toc, Toc, Toc

- Quem é?

- Sou Chapeuzinho Vermelho, vim visitar as vovózinhas...

- Entra no envelope e se envia por AR.

PROJETO RETIRADO

Na edição de ontem deste matutino, foi divulgado que a Prefeitura de Catanduva encaminhou projeto de lei para a Câmara, com intuito de alterar legislação e estabelecer valor fixo anual para o ISSQN - Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza das chamadas sociedades uniprofissionais. O secretário de Administração, Richard Casal, entrou em contato com a redação, informando que solicitou a retirada do referido projeto de lei “para melhor análise e um debate mais amplo e democrático com a sociedade sobre o conteúdo”. Tá registrado!

BURACO DO METRÔ

Parte do asfalto da rua Belo Oriente, no Parque Ipiranga, começou a ceder na quinta-feira. A denúncia feita por uma moradora foi veiculada pelo Jornal O Regional na sexta-feira. Como não é obra de instalação de Metrô catanduvense, nem um novo projeto subterrâneo, a Prefeitura foi ao local e fez o conserto. Placas ainda sinalizam a intervenção.

SORTEIO DO TRÍPLEX

O apartamento tríplex do Guarujá, cuja propriedade foi atribuída ao ex-presidente Lula pelo ex-juiz Sergio Moro no âmbito da Operação Lava Jato, será sorteado na internet no dia 30 de março de 2022. O empresário Fernando Gontijo, que arrematou o imóvel em um leilão, decidiu levá-lo a sorteio por meio da plataforma pancadao.com.br. Quem quiser concorrer ao sorteio tem que pagar a assinatura de site, de cerca de R$ 19. O ganhador vai virar dono do imóvel sem desembolsar um centavo a mais além do preço da assinatura.

CONVERSAS PERIGOSAS

Maiores derrotados com a aprovação, na Câmara e no Senado, da medida provisória autorizando a venda direta de etanol aos postos, as atravessadoras de combustíveis foram à forra, chamando para uma conversa Sergio Moro (Podemos), rival do presidente Bolsonaro nas eleições de 2022. E ele foi. Como ex-juiz da Lava Jato, Moro deveria estar ciente das conversas que deve evitar...

A FRASE

“Os homens são como as moedas; devemos tomá-los pelo seu valor, seja qual for o seu cunho.” (Carlos Drummond de Andrade, poeta, cronista e tradutor)