Ministério da Saúde desabilita 25 leitos de UTI Covid do Hospital Emílio Carlos

Fundação Padre Albino confirmou que unidades foram desativadas em outubro e novembro

Ministério da Saúde desabilita 25 leitos de UTI Covid do Hospital Emílio Carlos

Foto: Comunicação/FPA - Atualmente, HEC tem 10 leitos de UTI e 10 de enfermaria Covid

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 30/12/2021

O Ministério da Saúde desabilitou formalmente 25 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para atendimento exclusivo de pacientes Covid-19 no Hospital Emílio Carlos, de Catanduva. A decisão consta em portaria publicada na semana passada, que também estabelece a devolução de recursos referentes às parcelas pagas em outubro e novembro, no total de R$ 1,2 milhão.

De acordo com o órgão federal, foram considerados os ofícios dos gestores locais solicitando a desautorização de leitos de UTI, bem como avaliação técnica realizada pela Coordenação-Geral de Atenção Hospitalar e Domiciliar - Departamento de Atenção Hospitalar e de Urgência. A restituição financeira de Estados e Municípios totalizará R$ 46,2 milhões, mais correções.

Questionada, a Fundação Padre Albino confirmou ao Jornal O Regional que a portaria ministerial desabilita leitos que efetivamente foram desmobilizados em outubro e novembro.

“Até outubro de 2021 a FPA disponibilizava 35 leitos de Terapia Intensiva exclusivos para tratamento a pacientes acometidos pela Covid-19, sendo estes reduzidos para 15 em outubro e depois para 10 em novembro; sendo assim, desmobilizados 20 leitos no primeiro período e mais 5 no segundo período”, explicou o diretor médico Luis Fernando Colla da Silva.

No momento, a FPA disponibiliza 10 leitos de UTI e 10 de enfermaria exclusivos para atender pacientes Covid-19, no Hospital Emílio Carlos, todos custeados pelo Ministério da Saúde.

“Referente aos recursos para custeio desses leitos, que foram desabilitados e que foram recebidos pela FPA, estes devem ser descontados dos próximos repasses, sendo assim feita a compensação”, completou o gestor.

NÚMEROS

O Boletim Diário Covid-19 da Fundação Padre Albino, divulgado ontem, dia 29 de dezembro, mostra que há 18 pacientes internados na Unidade para Respiratórios Agudos (URA) do Hospital Emílio Carlos, sendo dez na Enfermaria e oito na UTI.

Na Enfermaria SUS, há dois pacientes de Catanduva e seis da região com suspeita da Covid-19, mais um paciente com confirmação, também da região. Já na UTI SUS, são dois catanduvenses com suspeita e um com diagnóstico positivo; mais quatro casos suspeitos da região.