Impostos recebidos pela Prefeitura aumentam 23% e total é de quase R$ 100 milhões

Valor também é 11,3% superior a todo o montante recebido ao longo do ano passado

Impostos recebidos pela Prefeitura aumentam 23% e total é de quase R$ 100 milhões

Foto: DIVULGAÇÃO - Principal fatia da arrecadação de impostos vem do ICMS

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 01/12/2021

Os repasses de impostos estaduais para a Prefeitura de Catanduva prosseguem em tendência de alta. De janeiro a novembro de 2021, o município recebeu R$ 96,8 milhões, número 23% maior do que o obtido no mesmo período do ano passado, que foi de R$ 78,5 milhões.

O valor contabilizado ao longo dos onze meses deste ano é, também, 11,3% superior a todo o montante recebido em 2020, que chegou a R$ 87 milhões no fechamento.

A totalização engloba valores do ICMS, IPVA, Exp-IPI - Imposto sobre Produtos Industrializados para Exportação e à Compensação Financeira sobre Exploração de Gás, Energia Elétrica, Óleo Bruto, Xisto Betuminoso.​​ O cruzamento do dados foi feito pela reportagem do Jornal O Regional com base em números da Secretaria de Estado da Fazenda e Planejamento (Sefaz-SP).

A principal fatia dos impostos recebidos se refere ao ICMS, cuja arrecadação em dez meses já havia batido a registrada nos doze meses do exercício anterior. Com a inclusão do mês de novembro, os números chegaram a R$ 67,7 milhões este ano, em comparação a R$ 51 milhões no mesmo período do ano anterior – refletindo aumento de 32,6%.

A arrecadação de ICMS de janeiro a novembro de 2021 também é 16,5% maior que a alcançada em todo o exercício anterior, quando Catanduva recebeu R$ 58,1 milhões em repasses.

Na sequência, aparece o IPVA, cujos recolhimentos foram de R$ 28,3 milhões de janeiro a outubro deste ano, sem repasses em novembro. Já o Exp-IPI totalizou R$ 510,8 mil e a compensação financeira R$ 237,8 mil, em números que somam os onze meses do ano.

De acordo com a Sefaz-SP, o montante global corresponde a 25% da arrecadação de impostos, que é distribuída às prefeituras conforme o Índice de Participação dos Municípios (IPM) de cada cidade. Os depósitos são semanais e feitos sempre até o segundo dia útil de cada semana. O total distribuído até o mês de novembro, segundo o órgão, já totaliza R$ 33,66 bilhões.