Eleições do IPMC vão definir composição dos Conselhos de Previdência e Fiscal

Prazo para registro de candidaturas segue até 18 de outubro

Eleições do IPMC vão definir composição dos Conselhos de Previdência e Fiscal

Foto: DIVULGAÇÃO - Todos os segurados do IPMC, ativos, inativos e pensionistas têm direito a voto

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 05/10/2021

O Instituto de Previdência dos Municipiários de Catanduva (IPMC) está organizando mais um pleito para formação do Conselho Municipal de Previdência e Conselho Fiscal. Pode concorrer servidor ativo ou inativo que for segurado obrigatório, estiver inscrito há pelo menos 3 anos, ser funcionário efetivo da Prefeitura, Autarquias ou da Câmara, além de preencher requerimento contendo sua qualificação. O prazo para registro de candidaturas segue até 18 de outubro.

“Para que Catanduva continue com um instituto forte e com capacidade de suportar a demanda de aposentadorias e pensões no futuro, os servidores devem exercer o seu direito de escolha e procurar observar entre os candidatos os requisitos necessários para o êxito e manutenção do IPMC”, frisa o diretor superintendente do IPMC, Edson Andrella.

O Conselho Municipal de Previdência será constituído de sete membros efetivos, com no mínimo 3 anos de contribuição junto ao IPMC, sendo seis representantes da Prefeitura, dois representantes dos aposentados e pensionistas e um da Câmara, eleitos entre os mais votados.

Entre as competências do órgão está a aprovação da proposta orçamentária anual, a contratação de instituição financeira para administrar a carteira de investimentos e de consultoria externa para desenvolver serviços especializados, declarar a perda de validade de pensionista, acompanhar casos de invalidez, votar o regimento interno, aprovar as contas do instituto, entre outras.

Já o Conselho Fiscal será composto por sete membros inscritos no instituto há no mínimo 3 anos, devendo ser funcionários efetivos da Prefeitura, Autarquias Municipais ou da Câmara de Vereadores. Serão eleitos cinco representantes dos ativos e dois dos inativos e pensionistas.

Compete ao Conselho Fiscal, entre as principais demandas, acompanhar serviços técnicos, admissão de pessoal e execução orçamentária do IPMC, bem como recolhimento de contribuições, examinar as prestações do instituto aos servidores, analisar balancetes, verificar valores em depósito, examinar contratos, acordos e convênios, monitorar reservas, fundos e provisões.

De acordo com Andrella, os Conselheiros eleitos auxiliarão e fiscalizarão a gestão dos recursos do IPMC, cujo patrimônio atual é de aproximadamente R$ 380 milhões. O mandato será de dois anos – 2022 e 2023.

“A boa situação do IPMC interessa aos servidores municipais, à Prefeitura e a todos os munícipes, pois os servidores têm garantidos os pagamentos da assistência médica, aposentadorias e pensões. Já à Prefeitura e aos Munícipes, um Instituto funcionando adequadamente contribui para a capacidade de investimento da Municipalidade”, ressalta.

Ele frisa, também, que medidas visando garantir o equilíbrio econômico-financeiro dos benefícios do IPMC e o futuro cumprimento dos compromissos assumidos para com seus segurados estão sendo tomadas. “Medidas baseadas em recomendações de consultores técnicos especializados contratados pelo Instituto, notadamente os investimentos conscientes e a avaliação técnica atuarial, que é feita todo ano”, completa.

Dias, local e horários de votação serão divulgados posteriormente, bem como os candidatos inscritos. Todos os segurados do IPMC, ativos, inativos e pensionistas têm direito a voto. Atualmente, os 3285 eleitores estão assim distribuídos: 2.213 ativos, 888 aposentados e 184 pensionistas.