Eleição para presidente do Conselho Municipal de Saúde tem candidatura única

Votação será realizada em sessão extraordinária a partir das 18 horas

Eleição para presidente do Conselho Municipal de Saúde tem candidatura única

Foto: DIVULGAÇÃO - Neolita precisará de dois terços dos votos para ser eleita

Guilherme Gandini
Editor-Chefe

A eleição da Mesa Diretora do Conselho Municipal de Saúde para o cargo de presidente terá candidatura única. Apenas Neolita Soncin manteve o interesse, depois da desistência de seu concorrente, Giovani Caeano Maglio. Ela precisará de dois terços dos votos para ser empossada. A votação será realizada em sessão extraordinária na segunda-feira, dia 16, às 18 horas.

O cargo de presidente está vago desde 30 de junho, quando o empresário Carlos José Dezuani Júnior foi afastado devido a parentesco existente com servidora pública, sua esposa – algo vetado pelo regimento. O vice-presidente Arthur do Espírito Santo Neto assumiu o posto no dia seguinte com a missão de organizar o processo eleitoral.

Em contato com a reportagem do Jornal O Regional, o presidente interino afirmou que a nova eleição foi uma iniciativa democrática. “Pelo regimento interno, nem precisaria ter a eleição, no impedimento do presidente o vice assumiria. Mas eu quis ser o mais democrático possível e abri essa possibilidade de ter candidatos para o cargo.”

O Conselho Municipal de Saúde foi criado em 1991. É um órgão consultivo e deliberativo que tem por finalidade atuar na formulação e controle da Política Municipal de Saúde, inclusive nos aspectos econômicos e financeiros, nas estratégias e na promoção do processo de controle social em toda a sua amplitude, no âmbito dos setores público e privado.