Conselho faz cadastramento municipal sobre a população LGBTQIA+

Ação também envolve peças gravadas em vídeo para estimular a participação

Conselho faz cadastramento municipal sobre a população LGBTQIA+

Foto: DIVULGAÇÃO - Líderes do Conselho LGBT decidiram fazer mapeamento da população

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 29/09/2021

O Conselho Municipal dos Direitos LGBTs de Catanduva criou um cadastro municipal para colher informações a respeito da população. Com os dados que serão obtidos por meio da ferramenta virtual, o órgão tem o intuito de reivindicar políticas públicas consideradas urgentes.

O questionário tem a proposta de traçar um mapeamento da população, saber sobre questões de emprego, saúde e educação, por exemplo.

“Nós percebemos que todas as vezes que discutimos sobre a criação ou implantação de políticas públicas com os gestores municipais, somos questionados sobre a demanda, ou seja, números. Então resolvemos, em reunião, criar o cadastro municipal da população LGBTQIA+”, explica o presidente do conselho, Rafael Abrão Romero.

Segundo ele, a ação também envolve peças gravadas em vídeo para estimular a participação. “Criamos uma campanha em vídeo com representatividade de todas as siglas, falando da importância de saber quem somos e quanto somos, e convidando para preencher o cadastro.”

Os vídeos e o link para acesso ao cadastro virtual estão disponíveis nas redes sociais do Conselho dos Direitos LGBTs: www.facebook.com/cmdlgbts. O órgão foi criado em 2017 e tem como objetivo o enfrentamento de questões sensíveis à temática.

REUNIÕES

Este mês, os integrantes do Conselho LGBT participaram de reunião com representantes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Emprego e Relação de Trabalho (Semdert) e do Sebrae para tratar de políticas públicas para a população LGBTQIA+, empregabilidade e condições de vivência de travestis, homens trans e outras minorias.

O grupo também teve reunião na Associação Comercial e Empresarial de Catanduva (ACE) junto a movimentos organizados para iniciar tratativas para organização de um evento inclusivo.