Catanduva adota passaporte da vacina e libera shows e eventos com público em pé

Será preciso comprovar vacinação ou apresentar teste negativo para Covid-19

Catanduva adota passaporte da vacina e libera shows e eventos com público em pé

Foto: REPRODUÇÃO - Aplicativo Conecte SUS possibilita acesso ao Certificado de Vacinação

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 17/10/2021

A Prefeitura de Catanduva autorizou a retomada de atividades de entretenimento no município sem restrições de dias e horários, mas fixou regras para comprovação de vacinação ou apresentação de teste negativo de Covid-19 – o chamado 'passaporte da vacina'. O novo decreto foi editado pelo prefeito Padre Osvaldo (PSDB) na sexta-feira, 15, e já está em vigor.

A normativa libera eventos gregários, tais como atividades culturais, eventos esportivos, shows e outros que permitam a permanência de pessoas em pé, em ambientes fechados ou abertos. Deverá ser respeitado o limite de ocupação máxima de 50% da capacidade do local.

Além disso, deverá ser exigida a comprovação de esquema vacinal completo (duas doses ou dose única) para todos os participantes na portaria do evento, ou, caso tenha apenas uma dose, será obrigatória a apresentação de teste negativo para Covid-19 do tipo PCR, realizado até 48 horas antes, ou do tipo antígeno, realizado até 24 horas antes do ingresso no evento.

A apresentação do teste, dentro dos prazos indicados, também deve ser exigida para os não elegíveis na faixa etária para vacinação, ou seja, os menores de 12 anos. Mesmo com essas comprovações, o uso de máscara continuará obrigatório durante toda a permanência no local.

O novo decreto do prefeito ainda estabelece critérios específicos para o segmento de bares, restaurantes, buffets e similares, que deverá atender apenas clientes sentados em mesas ou balcões, recomendando-se limite de 10 pessoas por mesa ou conjunto de mesas. Continua vedado o consumo de bebidas e alimentos para clientes em pé, em áreas interna ou externa.

Já os estabelecimentos comerciais e de serviços tiveram todas as restrições encerradas e poderão operar com até 100% da capacidade. Demais medidas e protocolos sanitários, porém, devem ser mantidos: proibição de aglomeração, uso de máscara, distanciamento de 1 metro entre pessoas, higienização e afastamento de colaboradores com sintomas gripais por 14 dias.

De acordo com levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), cerca de 250 cidades já exigiam a comprovação de imunização contra a Covid-19, até o início deste mês, para dar acesso a shows, eventos, restaurantes e até hotéis.

A CNM afirma que o passaporte é uma medida sanitária coletiva por ser uma forma de incentivar a vacinação. Além disso, a permissão de circular apenas pessoas vacinadas diminui o risco de casos graves e, por consequência, a lotação dos leitos de internação, já que o imunizante atenua a ação do vírus.

O comprovante de vacinação pode ser obtido de forma digital através do aplicativo Conecte SUS, do Ministério da Saúde, que está disponível para os sistemas iOS ou Android. Depois de acessar o Certificado de Vacinação, é possível exportar as informações em PDF para exibir ou imprimir.