Câmara devolve dois computadores e instaura sindicância para apurar processo de compra

Operação foi cancelada e os equipamentos devolvidos aos fornecedores

Câmara devolve dois computadores e instaura sindicância para apurar processo de compra

Foto: CÂMARA DE CATANDUVA - Sindicância instaurada pela Câmara terá duração máxima de 60 dias

Guilherme Gandini
Editor-Chefe
Publicado em 20/11/2021

O presidente da Câmara de Catanduva, vereador Gleison Begalli (PDT), publicou portaria para instaurar Sindicância Administrativa e compor comissão sindicante para apurar responsabilidades sobre o processo de compra de dois computadores. A operação foi cancelada e os equipamentos devolvidos aos fornecedores, com restituição dos valores pagos.

De acordo com o documento publicado no Diário Oficial do Município, a decisão da presidência tomou como base conteúdo de ata de reunião de funcionários realizada em 24 de setembro, cujo intuito era apurar eventuais falhas processuais de compra. A aquisição dos computadores foi um dos itens abordados, visando detectar erros, omissões e contradições no processo.

Entre as justificativas para a instauração da Sindicância, Begalli aponta que “as compras devem seguir com todos os trâmites legais e com os pareceres do jurídico e que nenhuma compra ou prestação de serviço poderá ser feita com ‘pressa’ ou ‘correria’ (...), que tais procedimentos não poderão sofrer qualquer tipo de ‘pressão’ de qualquer agente ou servidor que seja”.

O texto indica ainda que teriam sido verificadas “reiteradas ausências de publicação” e “reiteradas publicações tardias dos atos necessários para consolidação das compras”.

Todos os documentos relacionados ao processo foram anexados aos autos da sindicância, a começar das notas de empenho e notas fiscais, contratos e prorrogações, e pagamentos. Os gastos sob investigação, para aquisição dos dois computadores, totalizam R$ 13,4 mil.

Conforme a portaria, a sindicância terá duração máxima de 30 dias, podendo ser prorrogada por igual período. Foram nomeadas para compor a comissão sindicante as servidoras Adriana Carla Senhorini, Claudenice Teresa Progiante Sizinando e Cristiane Caruzo Peroni.