Ariranha tem o melhor resultado da região no Ranking de Vulnerabilidade à pandemia

Já Catanduva ficou no fim da lista, como a mais suscetível aos efeitos da crise

Ariranha tem o melhor resultado da região no Ranking de Vulnerabilidade à pandemia

Foto: DIVULGAÇÃO - Unidade de Saúde de Ariranha chama atenção para vacinação

Guilherme Gandini
Editor-Chefe

Ariranha teve o melhor desempenho entre todas as cidades da microrregião de Catanduva e ficou entre as 20 melhores de São Paulo no estudo desenvolvido pelo Instituto Votorantim que revelou as vulnerabilidades municipais diante da pandemia.

De acordo com a pesquisa, o chamado Índice de Vulnerabilidade Municipal (IVM) de Ariranha é 40,13, em 2021, numa faixa que vai de 0 a 100 pontos. Quanto maior o valor, mais vulnerável e suscetível a cidade está com relação aos impactos da pandemia.

A melhor colocação estadual foi alcançada por Gavião Peixoto, com 29,48, seguida por Planalto (31,91) e Colômbia (32,41). Já os piores resultados ficaram com Itararé (65,38), Carapicuíba (63,49) e Taquaritinga (63,04). Catanduva registrou 55,60.

O IVM leva em conta 14 indicadores distribuídos em seis pilares temáticos. Para cada indicador e pilar temático, foram atribuídos pesos de acordo com sua relevância no contexto da pandemia.

Os resultados alcançados por Ariranha foram: população vulnerável 44,80, economia local 44,22, estrutura do sistema de saúde 50,70, organização do sistema de saúde 26,22, capacidade fiscal da administração municipal 28,21 e capacidade de resposta à crise 32,27.

Desde o início da pandemia, o município registrou 1.013 casos confirmados do novo coronavírus, equivalente a 103,78 casos por mil habitantes, e 26 óbitos devido à doença.

RANKING REGIONAL

Se ordenadas do melhor para o pior Índice de Vulnerabilidade Municipal, o ranking das cidades da microrregião de Catanduva, segundo divisão feita pelo Instituto Votorantim, seria liderado por Ariranha, com IVM 40,13, tendo na sequência Novais (45,40), Paraíso (47,44), Catiguá (48,48), Santa Adélia (49,02), Elisiário (49,36), Palmares Paulista (49,49), Pindorama (50,49), Embaúba (51,47), Tabapuã (52,74), Severínia (54,55), Cajobi (54,92) e Catanduva (55,60).