Opas: na pandemia, Américas enfrentam crise na vacinação de rotina

Entidade diz que Américas correm risco de surtos de doenças evitáveis

Opas: na pandemia, Américas enfrentam crise na vacinação de rotina

Foto: REUTERS - Doenças evitáveis por vacinas, como sarampo, gripe, coqueluche, tétano e outras, devem aumentar, caso as imunizações caíam, disse a diretora da Opas, Carissa Etienne

Agência Brasil/Reuters

As Américas estão enfrentando uma crise iminente na vacinação de rotina devido à pandemia do novo coronavírus, disse a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) nesta quarta-feira (10), e as imunizações contra a covid-19 estão atrasadas.

Doenças evitáveis por vacinas, como sarampo, gripe, coqueluche, tétano e outras, devem aumentar, caso as imunizações caíam, disse a diretora da Opas, Carissa Etienne, durante coletiva de imprensa semanal.

"A região está enfrentando uma crise iminente em torno da vacinação de rotina e uma atenção contínua deve ser dada como prioridade para sustentar e fortalecer a imunização e outros programas essenciais de saúde", disse Etienne.

"A menos que melhoremos nossos programas de imunização de rotina, a região corre alto risco de novos surtos e reaparição de doenças evitáveis por vacinas", completou a diretora. Os primeiros dias de pandemia registraram um declínio significativo nas vacinações de rotina, apesar do longo histórico de altas taxas de vacinação nas Américas.

"A atual pandemia de covid-19 colocou uma pressão adicional no programa nacional de vacinação, mas também nos sistemas de saúde, ao mesmo tempo que desviou recursos consideráveis à operação de resposta emergencial."