Organizadores do Aberto da Austrália creem na presença de Rafael Nadal

Já Djokovic, que não revelou sua situação vacinal, ainda é dúvida

Organizadores do Aberto da Austrália creem na presença de Rafael Nadal

Foto: USA TODAY Sports - Nadal foi infectado pelo novo coronavírus enquanto participava de um torneio de exibição em Abu Dhabi na semana passada

Agência Brasil/Reuters

O chefe do Aberto da Austrália, Craig Tiley, expressou a confiança de que o espanhol Rafael Nadal irá ao Melbourne Park para o Grand Slam do mês que vem, apesar de ter sido diagnosticado com o novo coronavírus (covid-19), mas disse que ainda não sabe ao certo se Novak Djokovic jogará.

Nadal foi infectado pelo novo coronavírus enquanto participava de um torneio de exibição em Abu Dhabi na semana passada, e disse que tomará uma decisão sobre torneios futuros dependendo de sua “evolução” nas próximas semanas.

“Tenho confiança de que Rafa estará aqui”, disse Tiley, o organizador do torneio, a respeito do campeão de 20 Grand Slams nesta quarta-feira (22).

“Os tenistas que estão tendo exames positivos agora completarão um período de tempo até não serem mais infecciosos e ficarão bem. Se for para você ter um exame positivo e querer jogar no Aberto da Austrália, este momento seria agora”, declarou.

Tiley reiterou que todos os tenistas e empregados do Aberto da Austrália serão vacinados ou terão uma isenção médica concedida por uma comissão de especialistas independente.

Estas exigências impedem Djokovic, que se recusa a revelar se está vacinado citando sua privacidade, de confirmar se buscará seu 21º título de Grand Slam e um décimo troféu do Aberto da Austrália em janeiro.

Tiley disse não ter conhecimento de nenhum tenista que tenha recebido isenção médica, e que cabe ao sérvio expor com quais critérios teria direito de entrar na Austrália.