Lutador de Muay Thai, catanduvense conquista troféu e busca patrocínio para novas competições

Matheus Tibério, de 15 anos, quer competir no Raja Stadium, em Araraquara

Lutador de Muay Thai, catanduvense conquista troféu e busca patrocínio para novas competições

Foto: ARQUIVO PESSOAL - Matheus e o treinador Leandro Souza durante a 3ª edição do Taba Fight

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local
Publicado em 23/11/2021

No último final de semana, Matheus Tibério, 15 anos, foi destaque na terceira edição do Taba Fight. O evento de Kickboxing é realizado pela Prefeitura de Tabapuã, por meio do Departamento de Esportes, e tem participação de atletas de toda a região.

Em entrevista ao Jornal O Regional, Matheus contou que a paixão pelo Muay Thai começou aos 11 anos, após assistir uma competição. Com a vitória no 3º Taba Fight ele fala sobre os planos para o futuro. “Quando conquistei a vitória tive a sensação de gratidão a Deus, meu treinador, meus pais e a todas as pessoas que torcem e confiam no meu trabalho. Quero treinar o meu máximo todos os dias, começar a lutar MMA profissional e um dia lutar no UFC.”

O treinador Leandro Souza relata que o esporte auxiliou Matheus no desempenho pessoal e acadêmico. “O Matheus veio na academia há quatro anos, era um menino rebelde na escola e introvertido. Ele foi trazido pelo pai para aulas experimentais, com a finalidade de ajudá-lo no comportamento. Matheus, na época, não tinha conhecimento de artes marciais e do Muay Thai. Devido a sua indisciplina escolar, com o apoio de seus pais, o proibi de ir à academia enquanto não tivesse uma ascensão significativa em seu comportamento. Com sua melhora, aceitei-o na academia, e desde então vem se tornando um menino muito aplicado.”

Leandro destaca o crescimento de Matheus nas artes marciais. “No 3° Taba Fight, ele acabou nocauteando o seu adversário no início do segundo round, sendo campeão. Matheus é um garoto muito focado, determinado e promissor. Na categoria é difícil encontrar atletas da sua faixa etária, portanto, Matheus enfrenta atletas mais velhos. Das onze lutas, cinco foram contra adversários de maior idade e ele venceu todos.”

O treinador lamenta a falta de patrocínio. “É uma pena que ele ainda não tenha patrocínio para que possa se dedicar somente aos estudos e treinos. Com ajuda de muitos amigos e apoios estamos conseguindo ir a alguns eventos, onde Matheus vem se destacando com onze lutas, nove vitórias e duas derrotas.”

Matheus pretende disputar, no dia 11 de dezembro, no Raja Stadium, em Araraquara. Para isso, busca apoio financeiro para custear as despesas da viagem. Os interessados em contribuir podem entrar em contato pelos telefones (17) 99763-7104 ou (17) 99261-9655.