Teatro Municipal recebe musical ‘Os Três Porquinhos’ no dia 12

Promessa é de muita diversão na versão musical do clássico da literatura

Teatro Municipal recebe musical ‘Os Três Porquinhos’ no dia 12

Foto: DIVULGAÇÃO - Espetáculo infantil será apresentado no Teatro Municipal

Guilherme Gandini
Editor-Chefe

A famosa fábula de 'Os Três Porquinhos', adorada por crianças do mundo inteiro, será a atração do Teatro Municipal Aniz Pachá no dia 12 de setembro, às 16 horas. Os ingressos já estão a venda de forma antecipada. O espetáculo dura 60 minutos e tem classificação livre.

A promessa é de muita diversão na versão musical do clássico da literatura infantil, adaptada e dirigida por Antonio Veiga. Os três porquinhos são personagens que divertem a garotada, mas, ao mesmo tempo, transmitem mensagens importantes, que ajudam na construção do caráter.

Baseado no original do folclorista australiano Joseph Jacobs, o musical infantil conta a história de Heitor, Cícero e Prático, três porquinhos que decidem construir suas casinhas.

Heitor faz sua casa de palha para ser mais rápido e sobrar mais tempo para brincar. Cícero faz a casa de madeira, pois também não gosta muito de trabalhar. Mas Prático, o mais velho, prudente e trabalhador, faz sua casa com cimento e tijolos, pois ele quer morar com segurança.

Um dia aparece um lobo faminto que, com um sopro, derruba a casa de palha, com dois sopros derruba a casa de madeira. Os porquinhos apavorados correm para a casa de Prático. O lobo sopra, sopra, mas não derruba a casa de tijolos e cimento.

Humilhado e inconformado, o lobo tenta enganar os porquinhos usando vários disfarces, mas não consegue. No final, ele será enganado pelos porquinhos e mandado para o zoológico.

INGRESSOS

Os ingressos online antecipados estão à venda no site megabilheteria.com por R$ 30 e a meia-entrada custa R$ 20. O valor integral, no dia do evento, será de R$ 40. As taxas administrativas são de R$ 4, R$ 5,50 e R$ 7,50 para cada tipo de ingresso, respectivamente.

Profissionais da educação, pessoas acima de 60 anos e pessoas com deficiência e seu acompanhante pagam meia. Crianças de até 1 ano e 11 meses não pagam. As poltronas serão numeradas e alternadas em prevenção à Covid-19, no limite de 60% da capacidade.