Peça online Refugo, da Cia. Beradeiro, faz última sessão nesta quinta-feira

Espetáculo sobre crianças refugiadas será exibido no YouTube, com bate-papo na sequência

Peça online Refugo, da Cia. Beradeiro, faz última sessão nesta quinta-feira

Foto: DIVULGAÇÃO - Apresentação propõe reflexo em torno das crises migratórias

Da Reportagem Local
Publicado em 30/12/2021

A Cia. Beradeiro, de São José do Rio Preto/SP, faz nesta quinta-feira, 30 de dezembro, a última sessão da temporada de estreia da peça online 'Refugo', livremente inspirada na obra 'Fuge', da inglesa Abi Morgan, e que propõe reflexões em torno de um dos grandes dramas contemporâneos, a partir da história de um grupo de crianças e adolescentes que se encontra em um abrigo: as crises migratórias.

A sessão é gratuita, às 19 horas, no canal do YouTube de dois coletivos artísticos parceiros: a Cênica (São José do Rio Preto) e o grupo Os Geraldos (Campinas). 'Refugo' conta com direção de Fabiano Amigucci e provocação de Fagner Rodrigues e é fruto de orientação artística realizada por artistas da Cênica junto ao grupo, iniciada em 2019. 

A programação envolve ainda roda de conversa após a exibição, às 20 horas, via Zoom. O tema será a formação de grupos independentes no interior, com o artista convidado Douglas Novais (Os Geraldos). Os links das exibições e dos bate-papos serão disponibilizados no https://linktr.ee/ciaberadeiro, que também pode ser acessado por meio da bio da Beradeiro no Instagram (@cia.beradeiro).

O texto original acompanha o personagem Kojo, que em seu aniversário de 11 anos vê sua família ser morta em meio à guerra civil e aos 14 anos é mandado para um abrigo de crianças refugiadas. Na terra que representa esperança, ele encontra Ara e Cheung, também órfãos, e juntos contam suas histórias de infância perdida. Um assassinato é cometido por uma criança que todos consideram um homem e Kojo é expulso do abrigo. 

A montagem cria conexões entre a realidade brasileira e a mundial e apresenta diversos dilemas que envolvem as personagens a níveis individuais e coletivos. O projeto é viabilizado pelo Edital de produção e temporada de espetáculo online do ProAC LAB/Lei Aldir Blanc, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo e Ministério do Turismo.