Novenário de Nossa Senhora das Graças completa 60 anos com celebração a partir do dia 18

Serão realizadas sete missas presenciais até 27 de novembro

Novenário de Nossa Senhora das Graças completa 60 anos com celebração a partir do dia 18

Foto: ARQUIVO / O REGIONAL - Novena de Nossa Senhora das Graças é o maior evento religioso da cidade

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local
Publicado em 06/11/2021

A Novena de Nossa Senhora das Graças será realizada de 18 a 27 de novembro. Também conhecida por Nossa Senhora da Medalha Milagrosa e Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças, Nossa Senhora das Graças é um dos títulos atribuídos à Virgem Maria pela Igreja Católica.

De acordo com padre Jonas Pimentel, a Novena de Nossa Senhora das Graças é o maior evento religioso da cidade.

“No período normal, sem pandemia, passam mais de cinco mil pessoas por dia na Catedral. A Novena completa neste ano 60 anos e acontece somente na Catedral.”

Padre Jonas conta sobre a aparição de Nossa Senhora das Graças. “Nesse período o pessoal se aproxima muito de Deus pela intercessão de Nossa Senhora, com título de Nossa Senhora das Graças. A Nossa Senhora das Graças apareceu na França, em 1830. Nessa aparição, Nossa Senhora aparece com raios em suas mãos dizendo que ela concederia proteção e amparo a todos aqueles que rezassem por isso. Aqui em Catanduva o pessoal tem uma devoção muito grande por Nossa Senhora das Graças. Essa Novena aproxima muito as pessoas, através de Nossa Senhora nas orações que nós suplicamos e temos certeza da presença de nossa mãe.”

Este ano, o tema será ‘Salve Rainha’ e, como habitualmente, terá cunho social. “Nesses nove dias vamos nos colocar em oração, pedindo intercessão de Nossa Senhora. A Novena também possui cunho social, a cada dia são arrecadados alimentos, produtos de limpeza, fraldas geriátricas para serem partilhados nas instituições da cidade”, finaliza.

As missas serão celebradas às 5h30 (Padre Jonas); 7h (Padre Jonas); 9h (Padre José Carlos); 11h30 (Padre Jonas); 15h (Padre José Carlos); 18h30 (Bispo Dom Valdir Mamede) e 20h (Padre José Carlos). As celebrações serão realizadas na Catedral Santuário Nossa Senhora Aparecida e seguirão todos os protocolos sanitários contra a Covid-19.

HISTÓRIA

Maria é reconhecida pela Igreja como portadora das graças desde que Deus a escolheu para gerar em seu ventre e trazer Jesus Cristo à humanidade. No ano de 1830, segundo a noviça Catarina Labouré, da Congregação de São Vicente de Paulo na França, a Mãe do Filho de Deus revelou-se a ela em uma visão como Nossa Senhora das Graças. O fato ocorreu em Paris no dia 27 de novembro, numa capela localizada na rua Du Bac, 140.

Na revelação, Nossa Senhora das Graças estava rodeada de uma moldura oval com inscrições em ouro e outros detalhes que, posteriormente, Catarina Labouré buscou confeccionar conforme suas lembranças e ficou conhecido como medalha milagrosa.

A noviça que contemplou Nossa Senhora das Graças faleceu em 1876 e foi canonizada em 1947 pelo papa Pio XII como Santa Catarina Labouré.